Dafra Kansas 150: A Custom da Cidade

Roberto Brandão Filho

Rodamos por duas semanas ou exatos 1000km com as Kansas, motocicletas produzidas pela Dafra. Na primeira semana ficamos com o modelo de 150cc e percorremos as ruas da cidade para reavaliar seu rendimento.

Como nós aqui do MOTO.com.br já havíamos avaliado a motocicleta quando ela foi lançada, resolvemos “judiar” um pouco e fazer percursos duros e com garupa.

Na primeira semana avaliamos a mais nova das irmãs Kansas, a 150cc. Além de ser mais bonita, entre as opções de cores preto e prata, você pode escolher pelo simpático alaranjado. Seu visual clássico e suas rodas de liga leve de cinco raios deixam essa “motoca” um pouco mais jovem, sendo muito procurada por aqueles que precisam de um veículo prático para se locomover no dia a dia.

Testamos a motocicleta em seu habitat natural, a cidade. Diferente de sua irmã mais velha, a Kansas 150 tem uma vocação completamente urbana, sendo ágil e de fácil condução. Seu design, principalmente do tanque para frente, agrada bastante e chama a atenção. A parte traseira da moto, deixa a desejar. A posição de pilotagem é um pouco desconfortável por conta das pontas do guidão serem bem fechadas e das pedaleiras adiantadas. Mas tem uma vantagem nisso. Auxiliado pelo ótimo ângulo de esterço, o guidão mais estreito permite que você encare o trânsito e passe pelos corredores com facilidade.

O banco é um dos pontos negativos desta moto. Depois de um tempo montado, a espuma cede e você consegue sentir o plástico. Além disso, o bagageiro pode se tornar útil, mas sua alça incomoda as costas dos passageiros maiores, limitando o tamanho do objeto a ser carregado.

O painel chama bastante atenção. Ele é bem simples, mas ao mesmo tempo atraente. Bem posicionado, acima da mesa de direção, oferece boa leitura das informações, com velocímetro e luzes espiã. Sobre o tanque há um segundo visor que indica qual marcha está engrenada, uma das poucas motocicletas de baixa cilindrada que tem este recurso. Os punhos de luz são bem completos e contam com afogador, lampejador de farol alto e pisca alerta independentes no lado esquerdo. Sentimos falta do indicador de combustível.

Seu motor nos surpreendeu. Sua arrancada e retomada são rápidas, comparadas com motos de mesma cilindrada. A relação entre 1ª e 2ª marchas é muito próxima, parecendo até que a moto tem duas 1ª marchas. A Kansas 150 desenvolve bem a velocidade a partir da terceira marcha. Os engates, entretanto, mostram alguma defasagem com o motor quente.

Para fazer jus ao seu estilo custom, a Dafra utilizou suspensões bem macias na parte dianteira e mais rígidas na parte traseira. Enquanto a frente ignora alguns buracos de nossa cidade, a parte de trás, principalmente com garupa, sofre bastante. Seu freio à disco dianteiro para com muita eficiência, já o traseiro, a tambor, poderia ser mais potente e quando esquenta, ele simplesmente não para.

O acabamento da moto está longe de ser ótimo. Rodamos 500 km com a motocicleta, e caíram alguns parafusos, como o que prende o pisca traseiro. O protetor da corrêa foi perdido na Marginal Pinheiros.  A partida elétrica da mais conforto, e no geral, o conjunto agradou.

Se você quiser rodar por aí com estilo, praticidade e agilidade, numa moto que não é muito visada, com certeza irá gostar da Dafra Kansas 150. Ela pode ser sua companheira ideal para o dia a dia, facilitando seu transporte.

Ficha Técnica:

Motor: OHC, 4 tempos, monocilíndrico, refrigeração a ar
Cilindrada: 149,5 cm³
Potência Máxima: 13,1  cv  a  8.400  rpm
Torque Máximo: 1,13 kgf.m a  7.100 rpm
Diâmetro X Curso: 62 x 49,5 mm
Sistema de Alimentação: Carburador PZ26
Taxa de Compressão: 9.0:1
Sistema de Partida: Elétrica e pedal
Câmbio: Cinco velocidades
Transmissão Final: Corrente
Chassi: Tipo Diamante
Suspensão Dianteira: Garfo telescópico, com 130 mm de curso
Suspensão Traseira: Bichoque, com 110 mm de curso
Freio Dianteiro: Disco simples, com acionamento hidráulico
Freio Traseiro: Tambor
Pneu Dianteiro: 2,75 - 18- Pirelli – City Demon
Pneu Traseiro: 3,50 – 16 – Pirelli – City Demon
Comprimento Total: 2070 mm
Largura Total: 1140 mm
Distância Entre-Eixos: 840 mm
Altura Mínima do Solo: 170 mm
Altura do Assento: 860  mm
Peso Seco: 114 kg
Capacidade Máxima de Carga: 150 kg
Tanque de Combustível: 12 litros
Cores:Preto, prata e laranja
Preço: R$ 5.790,00

*Jaqueta Joe Rocket cedida pela Nacar



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br