Rally Dakar: Equipe Petrobras Lubrax tem novidades

A Equipe brasileira Petrobras Lubrax fará a sua 25ª participação no Rally Dakar cheia de novidades: um novo carro, a picape Nissan Frontier, e a estreia de um novo piloto na categoria Motos, Denisio do Nascimento. A dupla Jean Azevedo/Emerson Bina Cavassin contará com um veículo ainda mais competitivo nesta edição da maior prova off road do planeta. O carro veio atender às expectativas da equipe, que busca sempre a inovação e melhores resultados nas provas nacionais e internacionais que participa.
 
Reforçando o time brasileiro na prova que terá início em janeiro, o piloto catarinense Denisio do Nascimento (Honda 450) mostra que já superou as dificuldades enfrentadas no Rally dos Sertões 2011 e já está pronto para o grande desafio do Dakar. “Será um sonho realizado, todos almejam chegar um dia ao topo das competições, vencendo novos obstáculos”, afirmou Deni, que fará a sua estreia no Dakar.
 
Embora novato na competição, ele contará com a experiência de uma das equipes com mais participações no Rally Dakar. “Daremos toda a assistência necessária ao Denisio do Nascimento, confiando no trabalho que ele já vem fazendo durante o ano. Sabemos de seu empenho e sua luta para estar 100% apto a disputar o Dakar”, afirmou o piloto Jean Azevedo, um dos responsáveis pela equipe.
 
“Este será um Rally Dakar especial para nós. Afinal, 25 anos não é para qualquer um. Sempre fizemos questão de valorizar nosso esporte no Brasil e fazer parte desta evolução, com novo veículo e integrante, sem dúvida é motivo de muito orgulho”, contou André Azevedo, que continuará pilotando o caminhão Tatra ao lado de Maykel Justo e de Mira Martinec, parceiro tcheco especializado na mecânica do peso-pesado. Maykel está ansioso para o início da competição. “Como eu não competi no último Rally dos Sertões, estou animado para fazer uma grande prova. Estou me preparando bastante fisicamente e a psicologicamente para o Rally Dakar”, contou.
 
Nesta edição do rali, 470 veículos de cerca de 50 nacionalidades diferentes disputarão a prova. De 1º a 15 de janeiro, 173 carros, 189 motos, 32 quadriciclos e 76 caminhões farão parte desta grande competição que agregou ainda, além da Argentina e o Chile, mais um país da América do Sul ao percurso, o Peru.
 
O rali mais difícil do mundo, não importa a região
 “Este ano voltaremos a passar por San Rafael onde vamos enfrentar as primeiras dunas realmente complicadas nesta edição da prova. Novamente Fiambalá e Copiapó farão parte do roteiro e prometem serem responsáveis pelas etapas mais difíceis do rali este ano. Afinal, andaremos quatro dias na região de Copiapó, mas com a novidade que largaremos do Atlântico para chegarmos ao Oceano Pacífico!”, explica o experiente piloto Jean Azevedo. O navegador do carro, Emerson Cavassin, também concorda que este Dakar será ainda mais difícil. “Pelo que vi do roteiro divulgado pela organização, teremos muito mais etapas em areia do que pistas rápidas. Sem dúvida, será um rali bem duro, um verdadeiro fora de estrada!”, ressaltou.

A Equipe Petrobras Lubrax tem patrocínio da Petrobras, Petrobras Distribuidora, CCR NovaDutra, Prefeitura Municipal de São José dos Campos, Mercedes-Benz Caminhões e apoio da Renov, BorgWarner, Mahle, Capacetes Bieffe, Sparco América Latina, Fazenda Real, Eye to Eye, SCHIO, Pirelli, Inmarsat e Artfix.

Foto: DFotos



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br