Sertões: UTVs Can-Am partem em busca do quinto título

Os UTVs Can-Am prometem acelerar forte na edição 2017 do Rally dos Sertões visando a conquista do quinto título consecutivo na categoria, que vem sendo apontada como revelação na competição.

Para isso, a marca canadense aposta em nomes experientes do Off Road e no principal lançamento da categoria, o Can-Am Maverick X3, que representa a escolha de 21 dos 35 veículos inscritos. A edição de 25 anos do evento será realizada de 19 a 26 de agosto entre Goiânia (GO) e Bonito (MS)

A disputa da categoria UTVs, como sempre, é um show à parte. O roteiro promete altas velocidades e 3.300 quilômetros de desafios, incluindo 1.999 de trechos cronometrados (especiais).

“Tenho muita confiança na nossa equipe e no Maverick X3. O trabalho está perfeito e o veículo, 100% seguro, então só depende da gente”, disse Gabriel Varela, que compete com o navegador Gabriel Morales. A dupla foi vice-campeã dos UTVs nos últimos dois anos do Rally dos Sertões, além de ter vencido a classe UTV Pro em 2016. 

“Estamos com sede de vitória”, garantiu o paulista. Ele terá a companhia dos irmãos no box da equipe Divino Fogão. Os pilotos Rodrigo Varela e Bruno Varela reforçam o grid com os navegadores João Henrique Arena e Idali Bosse, respectivamente. Os atuais campeões dos UTVs são os mineiros Bruno Sperancini e Breno Rezende, porém o piloto anunciou aposentadoria das trilhas no início da temporada. Já o navegador estará ao lado do piloto cearense Lucas Barroso, outro destaque dos UTVs. 

“Estou contando as horas para acelerar, estamos nos preparando para o Rally dos Sertões desde o início do ano”, contou Barroso. “A prova leva competidores e máquinas ao limite e a melhor forma de chegar no final é encarar os desafios dia após dia. Estaremos muito bem acompanhados pelo X3, que levou os UTVs ao próximo nível”, continuou o piloto da TerraBela Racing. 

O paulista Deninho Casarini tem boas expectativas. “Eu estou muito bem preparado para o Sertões, assim como a equipe Casarini Can-Am. Eu sinto que esse será ‘o’ rali”, ressaltou o piloto. Ele conta com o navegador Luis Felipe Eckel. “O Sertões é uma prova longa e esta edição promete ser rápida e muito disputada. Estou bastante confiante. Vou competir com o Maverick X3 90% original de fábrica, já que é necessário fazer alguns reforços e ajustes de equipamentos para a prova.” 

Atual campeão brasileiro de rally cross country, o goiano Enrico Amarante está de olho no bi. “As cinco primeiras etapas do Sertões valem como as finais do Campeonato Brasileiro da modalidade. Espero garantir o bicampeonato brasileiro e subir no pódio da categoria, na chegada do Rally dos Sertões em Bonito”, concluiu. O piloto vai competir com o navegador Fábio Pedroso

A bordo do Can-Am Maverick X3, o grid dos UTVs ainda terá as duplas Allan Cestari/Weidner Moreira, Daniel Mahseredjian/Sano Chermont, Denisio do Nascimento/Emilio Rockenbach, Edu Piano/Solon Mendes, Euclides Benvenuti Júnior/Marcos Maia, Ismar Gurgel Júnior/André de Sá, José Jorge Sawaya/Marcelo Haseyama, Luiz André Saade/Fernando Montá, Marcelo Gastaldi/Cláudio da Silveira, Vinícius Gomes da Silva/Isac Pinto, Otávio Leite/Flávio Bisi, Rodrigo Betti/Daniel Crema, Ruan de Oliveira/Rafael Shimuk e Vinícius Bortolozo/Gustavo Bortolozo.

Fotos: Doni Castilho Gustavo Epifânio/DFotos/BRP Brasil



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br