Rally dos Sertões: Benedictis Jr e Neto falam de navegação

Comentaristas do Rally dos Sertões contam sobre os equipamentos de navegação e controle das motos

Vicente De Benedictis Jr
Vicente De Benedictis Neto

Olá amigos, estamos na contagem regressiva para o início de mais um Rally dos Sertões.

As motos, mecânicos, patrocinadores, começaram a chegar, o público também está vindo para conferir as melhores máquinas de Rally do planeta.

Por isso vamos começar a falar de como é participar de um Rally onde a navegação é fundamental, principalmente de moto que além de navegar, temos que acelerar.

Para termos uma idéia do que é navegar colocamos esta foto do painel de moto de Rally. Pode-se ver que não falta botão para se confundir, mas tudo tem a ver com a navegação.

Este painel é da CRF 450 que o Vicente Neto utilizou no último Dakar, ele difere um pouco do painel utilizado no Rally dos Sertões, mas basicamente tem as mesmas funções.

Na parte superior podemos ver dois relógios, o da esquerda é um ICO ou seja um hodômetro parcial para os trechos cronometrados , os botões à esquerda fazem a correção, podendo-se corrigir qualquer variação adiantando-se ou atrasando-se de 10 em 10 metros, muito preciso como eu disse a navegação é fundamental. À direita temos o GPS.

Agora a baixo temos o Roadbook, que é a planilha com as referências da prova. Ele informa a direção a seguir e alerta sobre erosões, rios, pedras, pontes precárias e outras dificuldades do percurso, portanto navegar é fundamental para não se perder nem se acidentar.

Abaixo temos outro ICO vermelho, que informa o total percorrido no dia como referência entre as especiais e os deslocamentos.

Agora temos uma tela que informa de forma eletrônica as referências, complementando o roadbook.

Vemos nos punhos de guidão um conjunto de três botões um cada lado, é o controle ajuste de kms dos ICO, o que pode ser feito sem tirar as mãos dos comandos.

Agora imaginem controlar tudo isso e ainda ter que andar forte, concentrar-se para não perder referências e nem aliviar a mão para fazer um bom tempo!

Até breve,

Vicente De Benedictis Jr começou a andar de moto em 1968, com uma Italjet, e iniciou no mundo Off Road em 1980. Depois nunca mais parou, participando de competições importantes como  Independência, Montanhas, Sertões entre outros. Hoje viaja de moto big trail pelo Brasil e por toda América do Sul, percorrendo longos trechos de terra e asfalto. Já completou a Ruta 40 na Argentina, rodando mais de 6.000 quilômetros, dos quais 3.000 só de terra, enfrentado neve, altitude e forte calor.

Vicente De Benedictis Neto é piloto de motocicleta nas principais provas de rally cross country do planeta. Já participou duas vezes do Rally Dakar, além de ter corrido no Rally Internacional dos Sertões e de ser o primeiro brasileiro a encarar o Rally da Sardenha, na Itália, válido como etapa do Mundial da modalidade.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br