TRIAL INDOOR FECHA TEMPORADA

Espanha recebe última etapa; na Argentina, a vitória ficou com Cabestany.

Por Thiago Fuganti

Depois de passar pelo Brasil e registrar a conquista do quarto título de Adam Raga, o Campeonato Mundial de Trial Indoor seguiu em direção a outro país da América Latina, a Argentina, palco da penúltima etapa do certame de 2006. A prova foi disputada no fim de semana passado, no ginásio Luna Park, que abrigou sete mil espectadores para mais uma demonstração de técnica, perícia e habilidade dos astros das duas rodas.

Mas quem apostava em nova vitória do tetracampeão espanhol, enganou-se. Pela primeira vez na temporada, Raga ficou de fora do pódio, tendo de se contentar com um modesto quarto lugar, motivado pela série de erros cometidos nos obstáculos do evento, que se assemelharam aos da etapa brasileira.

Como forma de vingança pelo título perdido no ano, o primeiro lugar do GP de Buenos Aires foi obtido por Albert Cabestany, vice-líder na classificação do Mundial. O espanhol construiu sua terceira conquista no torneio de maneira dominante, sem dar margem de aproximação para os concorrentes.

“Mostrei para todos que eu sou um vencedor, uma semana após ter cometido um erro estúpido, que me tirou da briga pelo título”, desabafou o catalão. No Brasil, Cabestany foi apenas o quinto colocado. O motivo da má posição foi a falha cometida na seção dos pneus, em que perdeu o controle da moto Gas Gas.

“Dedico esta vitória às pessoas que me apóiam, especialmente ao meu pai. Particularmente, fiquei muito feliz por ter subido ao topo do pódio aqui, pois esta prova foi bem mais difícil do que esperávamos”, completou Cabestany.

A segunda posição em Bueno Aires ficou com o também espanhol Toni Bou, que foi seguido pelo compatriota Jeroni Fajardo, o terceiro colocado pela segunda prova consecutiva. No Brasil, Fajardo fora o único piloto a conseguir superar os obstáculos das caçambas, o bicho papão dos corredores.

Esporte de adrenalina, mas também de alto risco, o Trial Indoor assistiu a um acidente mais sério na Argentina. Takahisa Fujinami, que lutava pelo terceiro pódio em três corridas, perdeu o controle de sua máquina durante o quarto setor e foi parar no chão. A queda provocou um corte profundo na mão esquerda do japonês, que foi atendido de imediato pela equipe médica do torneio.

Apesar do susto, Fujinami deve ser liberado pelos médicos para disputar a etapa de encerramento do Mundial, agendada para este fim de semana, em Madri, na Espanha. “Fizemos um raio-x e confirmamos que não houve fratura. Ainda dói um pouco, mas estou tomando todos os cuidados necessários para estar em boas condições no sábado. Quero encerrar o campeonato com um expressivo resultado”, afirmou o piloto, quinto colocado na classificação, com 49 pontos.

Para a corrida caseira, em sua primeira aparição na Espanha após a conquista do título, Adam Raga não escondeu a sede pela vitória. “Foi frustrante o resultado da Argentina, que veio logo após eu ter vencido no Brasil e conquistado o título. Este ano foi bastante difícil e disputado, mas eu estou determinado a vencer em Madri. Vai ser a melhor maneira para festejar o tetra”, destacou.

O GP de Madri, 12ª e derradeira prova do Mundial, será realizado na noite deste sábado, a partir das 20h30 (horário local).


Confira o resultado de Buenos Aires:

1) Albert Cabestany
2) Toni Bou
3) Jeroni Fajardo
4) Adam Raga
5) Dougie Lampkin
6) Takahisa Fujinami
7) Tadeusz Blazuziak


Classificação:

1) Adam Raga, 95 pontos
2) Albert Cabestany, 79
3) Toni Bou, 68
4) Jeroni Fajardo, 59
5) Takahisa Fujinami, 49
6) Dougie Lampkin, 45
7) Tadeusz Blazusiak, 8


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br