SIMPLESMENTE CARMICHAEL

Atual campeão vence a sexta no ano e reassume a liderança do campeonato.

Por Thiago Fuganti

A cada fim de semana que passa, Ricky Carmichael amplia o desenho daquele que parece ser mais um ano de glória em sua carreira. Na noite da última sexta-feira, o piloto da Suzuki faturou mais uma etapa do AMA Supercross, a décima do calendário de 2006, disputada na Flórida, e pulou da segunda posição para a liderança do campeonato.

O tradicional Daytona Internacional Speedway, palco do evento, chamou a atenção do público por ser a única corrida do torneio não disputada em um estádio. A pista foi construída em uma área gramada e promoveu um verdadeiro show para os milhares de torcedores que foram prestigiar a acirrada disputa norte-americana.

Mas apesar de eletrizante, o AMA tem se tornado constante e até mesmo previsível em relação ao ponteiro. Isso se deve, exclusivamente, à ótima fase do atual campeão, que chegou à sexta vitória no ano, a terceira consecutiva, e a quinta em Daytona, sua etapa caseira.

A construção da nova vitória teve a ajuda de James Stewart, que sofreu uma forte queda — sem maiores problemas — na terceira volta e “doou” a liderança para Ricky, que vinha na cola e não desgrudou mais da ponta. O ritmo do competidor foi tamanho que o fez abrir mais de 30s em relação ao segundo colocado, Chad Reed, que caiu para vice na tabela de pontos. Em terceiro, cruzou Michael Byrne, companheiro de Stewart na Kawasaki.

Depois de vibrar muito com a conquista, Carmichael relembrou do que havia dito às vésperas da prova. “Minha meta era conseguir um resultado melhor que o do ano passado e concretizar a revanche”. Em 2005, Ricky terminara em segundo, atrás de Reed.

“No geral, ditei um ritmo muito tranqüilo e suficiente para dominar em meu território. Fico muito feliz por sair daqui com o primeiro lugar da classificação”, acrescentou o corredor, novo líder do AMA com 215 pontos.

O primeiro lugar também garantiu a Carmichael o recorde de conquistas em Daytona, deixando para trás o antigo detentor da façanha, Jeff Stanton. Representou, ainda, o retorno da Suzuki ao topo do pódio no local, feito que não era visto desde 1981.

“Quando minha equipe venceu aqui pela última vez, eu tinha somente dois anos de idade. Fiquei muito contente por dar esse presente aos meus companheiros”, completou o campeão.

A 11ª etapa do AMA também será disputada na Flórida, mas no estádio de Orlando, no sábado à noite. Emoção e adrenalina não vão faltar para os amantes das duas rodas.


Resultado em Daytona:

1) Ricky Carmichael (Suzuki)
2) Chad Reed (Yamaha) 
3) Michael Byrne (Kawasaki) 
4) Travis Preston (Honda) 
5) Nick Wey (Honda) 
6) James Stewart (Kawasaki)
7) Ivan Tedesco (Suzuki) 
8) Tim Ferry (Honda) 
9) Billy Laninovich (Honda) 
10) Heath Voss (Yamaha)

Classificação:

1) Ricky Carmichael, 215
2) Chad Reed, 213
3) James Stewart, 189
4) Ivan Tedesco, 158
5) Michael Byrne, 152
6) Nicholas Wey, 149
7) Ernesto Fonseca, 125
8) Travis Preston, 121
9) Mike LaRocco, 108
10) Ryan Clark, 76


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br