RICKY VENCE EM MOUNT MORRIS

James Stewart e Jorge Balbi se machucam na segunda etapa do AMA Motocross.

Por Thiago Fuganti

Ninguém ainda é capaz de afirmar se Ricky Carmichael realmente está pensando em se aposentar no AMA Motocross ao final da temporada 2006, conforme noticiou  recentemente a imprensa dos EUA. O que pode ser dito, no entanto, é que o pentacampeão da categoria norte-americana está determinado a conquistar mais um título na carreira. Prova disso foi a vitória alcançada na segunda etapa do torneio, realizada no último domingo em Mount Morris, Nova York.

Atual campeão do AMA Supercross, Carmichael venceu a primeira bateria após ser beneficiado pelo acidente de James Stewart, que liderava a disputa até a volta 14. O vencedor da corrida de abertura do certame sofreu uma concussão ao cair no trecho de descida do circuito e, por precaução, foi levado ao hospital para ser submetido a alguns exames.

Com o incidente, Ricky ficou sem adversário na prova e cruzou a linha de chegada com ampla vantagem sobre os demais concorrentes. Este cenário foi semelhante na segunda corrida, já que Stewart não pôde correr. “Eu fiquei chateado pelo que aconteceu com o James”, disse Carmichael. “Algumas pessoas costumam dizer que devemos buscar a vitória a qualquer custo, mas tenho certeza de que ninguém gosta de ver um amigo cair e se vangloriar nessas condições”, ponderou o piloto da Suzuki.

O segundo colocado em ambas as baterias foi o australiano Chad Reed, da Yamaha. David Millsaps, da Honda, completou o pódio da prova, que contou novamente com a participação de Antonio Jorge Balbi Jr. O mineiro da Honda, contudo, teve um fim de semana para ser esquecido.

“Não fui bem. Caí na primeira bateria e ainda torci o pé”, contou o vice-líder campeonato Brasileiro de Motocross. “Fui atendido pelos médicos, voltei para a segunda corrida e minha moto estourou o motor na décima volta. Agora só penso em me preparar para retornar ao Brasil e correr a quarta etapa do Brasileiro”, avisou.

O representante do Brasil destacou ainda que não tem se sentido pressionado para obter grandes resultados nos EUA e fez uma comparação com a sua estréia no AMA, em 2004. “Há dois anos, quando eu fui o primeiro brasileiro da história a pontuar no AMA, fizeram uma grande festa e todos consideraram um resultado excepcional. Este ano eu já consegui pontuar de novo”, lembrou, referindo-se à primeira etapa do campeonato.

“Estou tranqüilo, sei que vou andar entre os dez e tenho me divertido com essa ‘cobrança’ no Brasil, que apenas revela uma mudança de perspectiva. É sinal do tanto que eu evoluí e do tanto que todos confiam em mim”, completou Balbi.

Completada a segunda etapa do AMA, Carmichael passou a ser o novo líder do campeonato com 95 pontos, nove à frente de Reed, o vice-líder. Stewart, por conta do incidente, despencou da liderança para o sétimo lugar, com 47.

A próxima corrida do torneio norte-americano será realizada no dia 11 de junho, em Southwick, em Massachussetts. Como a quarta etapa do Brasileiro de Motocross acontece nesta mesma data, Balbi ficará de fora da rodada do AMA.


Confira o resultado geral em Mount Morris:

1) Ricky Carmichael (Suzuki)
2) Chad Reed (Yamaha)
3) David Millsaps (Honda)
4) David Vuillemin (Yamaha)
5) Nicholas Wey (Honda)
6) Travis Preston (Honda)
7) Josh Demuth (Honda)
8) Joshua Summey (Honda)
9) Robbie Reynard (Honda)
10) Jason Thomas (Honda)
 
Classificação do campeonato:

1) Ricky Carmichael, 95
2) Chad Reed, 86
3) David Vuillemin, 68
4) David Millsaps, 63
5) Travis Preston, 62
6) Nicholas Wey, 60
7) James Stewart, 47
8) Kevin Windham, 47
9) Joshua Summey, 43
10) Josh Demuth, 39


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br