moto.com.br
Publicidade:

Off-Road

Polaris Cup leva o espírito Off Road de UTV ao Nordeste

Competição monomarca apresenta novo formato na temporada 2017 com boas disputas na primeira etapa realizada na região

18 de May de 2017
Compartilhe este conteúdo:

A Polaris Cup, o maior torneio monomarca para veículos UTV do Brasil, fez sua estreia no torneio do Nordeste no último sábado, dia 13 de maio e, de quebra, foi considerada pelos pilotos e equipes como uma das melhores etapas de todos os tempos da competição.

Desde que foi criada, em 2013, essa é a primeira vez que a competição é dividida em dois torneios, acontecendo simultaneamente no Sudeste e no Nordeste, totalizando seis etapas – três em cada uma das regiões.

Para Bruno Mendonça, da BR Polaris de João Pessoa, a proposta do novo modelo da Polaris Cup não só tem tudo para incentivar a participação de pilotos nordestinos na categoria, como fazer com que a competitividade entre eles cresça, elevando o nível dos pilotos da região. Segundo ele, “antes da Polaris Cup Nordeste, os participantes tinham que se deslocar até outras regiões, o que tornava a participação no campeonato bem mais custosa e trabalhosa, necessitando de mais investimento e tempo. Com o novo formato, os pilotos nordestinos continuam a ter um campeonato de alto nível, porém bem mais acessível e fácil de ser disputado”.

Tanto a organização, a cargo da SC Racing, de Edson Costa, quanto a direção de prova, nas mãos de Deco Muniz – que se destaca por sua larga experiência em dirigir competições off-road e também como navegador em campeonatos de rally, também foram dignas de muitos elogios.

O mesmo pode se dizer do local escolhido para estreia da Polaris Cup Nordeste. A fazenda Pouso Alegre, no município de Riachão do Bacamarte – PB, às margens da BR 230, é conhecida não só por sua beleza e infraestrutura de primeira, como por sua pista de alto nível técnico, que além de colocar os pilotos e máquina a prova, garante diversão aos participantes.

Com 21, 3 km de extensão, a pista se destaca pelo terreno com topografia bastante variada, alternando entre muitas subidas e descidas de morro e indo desde terra solta com muita poeira a trechos muito sinuosos que exigiram muita técnica e perícia na pilotagem, sem falar do salto alucinante já próximo a linha de chegada.

Em sua quinta edição, a competição teve um grid de 30 pilotos e trouxe muitas novidades. Já na sexta-feira, véspera da competição, os participantes e seus familiares foram recebidos com um coquetel de boas-vindas oferecido pela organização do evento em parceria com a BR Polaris. Isso contribuiu para que a competição transcorresse em um ambiente familiar e amistoso.

As categorias em disputa também mudaram, agora são 4: RZR XP Turbo, RZR 1000 Master, RZR 1000 e RZR 900. Outra novidade é que serão premiados com troféus em cada etapa, o melhor piloto estreante naquela etapa que não estiver no pódio (entre os cinco primeiros colocados) nas categorias RZR 900, RZR XP 1000.

Por falar em categorias, o piloto mais rápido da Polaris Cup Nordeste foi Gustavo Tatá Xavier, que competiu e foi o grande vencedor na categoria RZR XP Turbo. Colado nele, na segunda colocação, ficou Leonardo Guilherme Beleza, seguido por Igor Martins Bezerra de Menezes, Rafael Holanda Braga e dupla de piloto e navegado Claudemon Silveira e Meishusama Oliveira, que conquistaram o terceiro, quarto e quinto lugares respectivamente.

Na categoria RZR 1000, os cinco primeiros lugares ficaram respectivamente com Paulinho Varandas, Vinicius Henrique Gutierres, Alexandre Siqueira Queralvares, Charles Borges de Mesquita e Ricardo Henrique Torres.

Já na categoria RZR 1000 Master, Higor Henrique Amaral Gontijo levou o trofeú de vencedor. Quem faturou o segundo lugar, foi Riamburgo Ximenes de Farias Junior e o terceiro Heronaldo de Andrade Marinho Segundo.

Quem venceu na categoria RZR 900, João Thiago Lima Barbosa. O segundo lugar foi conquistado por André Guilherme Beleza, o terceiro por Cid Eduardo Porto Salles e o quarto e quinto lugares foram respectivamente para Armando Bispo de Cruz e Marcos Augusto Fidelis de Moura.

Ao final do evento, os comentários foram favoráveis ao novo formato, aliado ao ótimo nível técnico da prova, foram grandes fatores para o sucesso, fazendo com que a expectativa de um grid ainda maior para a próxima etapa da Polaris Cup seja ainda maior.

Polaris Cup Sudeste
29/07/2017 - 2ª Etapa Polaris Cup SE - Itú-SP
23/09/2017 - 3ª Etapa Polaris Cup SE – Local a definir
 
Polaris Cup Nordeste
05/08/2017 - 2ª Etapa Polaris Cup NE - Barra de São Miguel - AL
07/10/2017 - 3ª Etapa Polaris Cup NE - Fortaleza – CE
 
Fotos: Polaris/Divulgação


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Crivilin vence segunda etapa do Brasileiro de Enduro FIM

Brasileiro de Rally Cross Country começa nesta quinta-feira (12)

Brasileiro de Motocross: Jetro Salazar vence na categoria MX1

Yamaha lança curso de pilotagem off-road com Jorge Negretti

Dário Júlio lidera Brasileiro de Enduro de Regularidade com 100%

Triângulo Mineiro recebe etapa do Brasileiro de Enduro FIM

2ª Etapa do Brasileiro de Motocross acontece em Santa Catarina

Para iniciantes, Yamaha TT-R-230 custa R$ 13.040

Nova Yamaha de motocross é conectada ao smartphone

Enduro da Independência 2014 - o preço da aventura

Equipe Yamaha Geração testa novas YZ 450 e YZ 250 2014

Yamaha WR 250F 2015 traz tecnologia de MX para o enduro

Bananalama 2017 em SC vai sortear 10 motos e 1 quadriciclo

KTM anuncia injeção eletrônica para motor dois tempos


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras