Leandro Silva realizou cirurgia e passa bem

O piloto paranaense está otimista e faz fisioterapia para voltar o mais rápido possível.

Por Roberto Brandão

Seis dias após realizar uma cirurgia para recuperar os ligamentos do punho direito, o piloto investe na fisioterapia para tratar ainda uma lesão no tornozelo direito, outra área lesionada na queda sofrida durante a terceira etapa da competição, em Canoas (RS), no dia 17 de maio. A previsão é de que em seis semanas Leandro volte a treinar.

“É muito complicado que eu consiga retornar na próxima etapa em Foz do Iguaçu (no Paraná, dias 13 e 14 de junho). Mas há chances de competir em Sorriso (no Mato Grosso, dias 11 e 12 de julho)”, disse o piloto. A cirurgia de Leandro Silva foi realizada em Curitiba (PR) e durou seis horas.

O paranaense tem melhorado a cada dia e sentido poucas dores. “O tornozelo não está mais tão inchado. Dói um pouco quando eu caminho, mas não está incomodando muito. Na quinta-feira já vou ao médico para tirar a tala e saber como está o punho”, explicou, ressaltando que o desfecho do acidente poderia ter sido pior. “A queda foi forte. Dos males, o menor”, concluiu.

Leandro sofreu a queda no trecho de costelas da pista gaúcha. O competidor da equipe Team Honda estava na liderança da categoria MX1, mas como não completou a última prova caiu para a terceira posição com 53 pontos. O companheiro de equipe Wellington Garcia está na ponta da tabela com 67.

A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross será no dia 13 de junho em Foz do Iguaçu, no Paraná.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br