Latino de Motocross: Leandro Silva vence duas

Piloto paranaense foi o destaque do fim de semana e entrou na briga pelo título da competição.

Por André Jordão

Correndo em casa e empurrados por cerca de 20 mil pessoas nas arquibancadas da pista do Cave, no Guará (DF), os pilotos brasileiros deram um grande show neste domingo e dominaram a 2ª etapa do Campeonato Latino Americano de Motocross, categoria MX2. O grande destaque foi o paranaense Leandro Silva, da Honda, que venceu as duas baterias do dia, somou 50 pontos na classificação geral, e agora parte com chances de brigar pelo título da competição na 3ª e última etapa, que acontece no próximo fim de semana, em Cacoal (RO).

“Vencer em Brasília foi muito legal. É uma cidade bem parecida com Curitiba. Obviamente não no clima, que eu estranhei um pouco por estar bem mais quente do que lá onde eu moro”, brincou Leandro. “As baterias foram muito boas. Larguei na ponta na primeira, e na última acabei ficando em segundo, então foram boas largadas. Nas duas eu sempre tive companhia. Na segunda o Swian me pressionou bastante. Ele está muito rápido e em ótima fase. E na primeira também, com o Wellington e o Jean me pressionando até o final. Graças a Deus consegui render o meu melhor e conquistar os dois primeiros lugares”, ressaltou o piloto paranaense.

Na primeira bateria, Leandro venceu de ponta a ponta e dividiu o pódio com os compatriotas Jean Ramos, em segundo, Wellington Garcia, em terceiro, Swian Zanoni, em quarto, e com o venezuelano Raimundo Trasolini, em quinto. Na última prova do dia, Swian chegou a liderar o começo da bateria, mas foi ultrapassado por Leandro. Zanoni foi o segundo, com Wellington em terceiro, o americano Scott Simon, da Pro Tork, em quarto, e o peruano Jetro Salazar em quinto.

“Tive vários problemas, mas a corrida foi excelente. Na primeira, tive problema com o "tear-off", que ficava rasgando e não saía inteiro. Precisei limpar os óculos com a luva e isso me atrapalhou. No fim da bateria não estava enxergando nada”, declarou Swian. “Na segunda eu consegui fazer uma boa largada, mas cometi um pequeno erro e bati o pé no chão. Senti muita dor e comecei a errar mais. O Leandro passou e eu procurei me concentrar bastante para tentar seguí-lo. Não tinha como atacar, pois meu pé estava doendo muito. Mas estou feliz com o resultado e quero parabenizar o Leandro, pois hoje foi o dia dele. Estava andando muito forte”, completou o mineiro.

Com o resultado da etapa de Brasília, o venezuelano Raimundo Trasolini assumiu a liderança da classificação geral com 76 pontos. O peruano Jetro Salazar é o segundo com 68, seguido pelos equatorianos Felipe Espinosa (55) e Miguel Cordovez (52). O brasileiro Leandro Silva é o quinto, com 50. Depois de ter ficado com o vice-campeonato duas vezes, Leandro quer aproveitar o bom momento e se livrar do tabu.

“Não fiz as contas para ver que resultado eu preciso fazer, mas duas vezes eu ganhei três baterias e tive problema. Uma delas em que eu fui vice, acabei caindo e perdi o título por besteira. Na outra eu tive problema com a minha moto quando estava liderando a quarta bateria. Então, esse ano espero que eu não tenha nenhum problema e consiga finalmente conquistar esse título”, ressaltou o brasileiro.

Confira os resultados deste domingo:

Latino - 1ª bateria:
1º) Leandro Silva (BRA) - 33m58s218
2º) Jean Ramos (BRA) - a 6s514
3º) Wellington Garcia (BRA) - a 10s284
4º) Swian Zanoni (BRA) - a 23s515
5º) Raimundo Trasolini (VEN) - a 35s278

Latino - 2ª bateria:
1º) Leandro Silva (BRA) - 35m03s278
2º) Swian Zanoni (BRA) - a 4s011
3º) Wellington Garcia (BRA) - a 29s615
4º) Scott Simon (EUA) - a 35s051
5º) Jetro Salazar (PER) - a 1m11s484

Classificação geral do Latino-Americano:
1º) Raimundo Trasolini (VEN) - 76 pontos
2º) Jetro Salazar (PER) - 68
3º) Felipe Espinosa (EQU) - 55
4º) Miguel Cordovez (EQU) - 52
5º) Leandro Silva (BRA) - 50


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br