Estréia equilibrada no Amador de Motocross

Destaque especial para as mulheres, que brigaram pelas primeiras colocações.

Por Adilson

O novo traçado do circuito do Alemão, em Atibaia (SP), deu um equilíbrio muito grande à etapa de abertura do Campeonato Amador de Motocross Dirt Action, que teve a participação de 202 inscritos.

A pista foi apresentada aos participantes somente no sábado do treino oficial, o que nivelou os competidores na briga pelas primeiras posições.

Destaque nesta abertura de temporada para as categorias Intermediária, MX3, MX2, MX Open e Nacional, todas com o gate lotado. Trinta pilotos alinhados em cada uma delas, o que mostra que o Motocross Amador tem que ser respeitado.

Carlinhos Evangelista venceu a 50cc com vantagem e certa facilidade sobre os demais. Wilginer Francisco, após uma grande disputa com Eustaquio Silva, conquistou a vitória na 65cc.

Na 85cc, Caio Lopes e Babi Fernandes travaram bons pegas, mas a força feminina se sobressaiu e Babi levou o primeiro lugar, resultado amplamente festejado pela moça.

Nas categorias Nacional e 230F, vitória para Valdemyr “Beto” Ricardo e Alcides “Juninho”, respectivamente. Na Intermediária, o degrau mais alto do pódio seria ocupado por Clayton Grassi, não fosse uma punição por queima de largada que o fez perder duas posições. Melhor para João Paulo Fuentes, o “JP”, que herdou a primeira posição depois de uma prova muito consistente.

Nas motos 2 Tempos, o show foi de Bruno Lima, que venceu de ponta a ponta. Outro destaque desta categoria foi Samantha Trindade, que chegou em segundo entre os 20 marmanjos do gate.

Na MX3, para pilotos com 40 anos, o “grid” estava lotado. Com muita técnica e velocidade, o holeshot foi para Paulinho Cruz, que trouxe com ele Eduardo Andrade. Na terceira volta, Edu ultrapassou e tocou firme para a vitória. Paulinho ainda resistiu aos ataques de Cláudio Teixeira e manteve a segunda posição.

Thiago Tsuji, que não largou bem, se recuperou durante a prova, e conseguiu a vitória na MX2, seguido de Vinicius Queiroz.

Entre as feras da MX-Open, Francisco Giannetti dominou com facilidade, mostrando que um ano fora das pistas não tirou dele toda a técnica e velocidade.

Grandes resultados também para Sergio Monteiro, do Rio de Janeiro, e Leandro Brasil, de Vinhedo, que chegaram em segundo e terceiro, respectivamente.

A próxima etapa já está marcada para os dias 19 e 20 de abril, em Extrema (MG).

Resultados:

50cc
1) Carlos Tavares Evangelista
2) Victor Hugo P. Soares (Vitão)
3) Gustavo Lazarini
4) Lukas Friederich
5) Renato Muguinho

65cc
1) Wilginer Francisco
2) Eustáquio da Silva
3) Gustavo Henrique Marcolin
4) André Paschoal da Silva
5) Lucas Benati

85cc
1) Barbbara Fernandes (Babi)
2) Caio Lopes Fernandes
3) Diego Gabriel Marcolin
4) Felipe Ferreira
5) Eder Gonçalves

Nacional
1) Alcides de S.C.Filho "Juninho"
2) Valdemyr R da Silva (Beto)
3) Diego Bremer
4) Cleber Barbosa Bueno
5) Robson Dias Santana

230F
1) Valdemyr R da Silva (Beto)
2) Nelson C. de Moraes
3) Luis Marcos Rosa (Mekita)
4) Anderson Matos Predroso (Andrinho)
5) Fabricio R. Brandão

Motos 2T
1) Bruno Lima
2) Samantha Jurça Trindade
3) Sandro Alex Leite
4) Ricardo F. Paes (Ricky)
5) Sergio Bacci

Intermediária
1) João Paulo Fuentes
2) Danilo Souza Castro
3) Clayton Grassi
4) Pedro Miguel Nougalli
5) Renato Franco M. Andrade

MX3
1) Eduardo de Andrade
2) Paulinho Cruz
3) Claudio Teixeira
4) Reinaldo P. Pinheiro
5) Marco Antonio Paz

MX2
1) Thiago Tsuji
2) Vinícius Queiroz
3) Francisco Gianetti Neto
4) Philemon Rosa Vareda (Filé)
5) Fernandes Lemos

MX-Open
1) Francisco Gianetti Neto
2) Sergio Monteiro
3) Leandro Brasil
4) Julio Bethke
5) Cristiano Bueno de Souza

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br