Esportividade com qualidades de um 4x4

O quadriciclo Can-Am Renegade 800R tem motor de dois cilindros em V e diferencial auto-blocante.

Por André Jordão

Arthur Caldeira

O quadriciclo Can-Am Renegade 800R EFI é considerado o sonho de todo aventureiro. Alia esportividade às qualidades de um ATV utilitário 4x4 integral. Pode tanto atingir altas velocidades e garantir boas doses de adrenalina como superar complicados obstáculos onde os ATVs esportivos ficariam “atolados”.

O grande destaque do Renegade 800R é seu motor Rotax de dois cilindros em “V” com 799,9 cm³ de capacidade. Com refrigeração líquida e comando simples no cabeçote de oito válvulas, ficou 10% mais potente neste modelo 2009.

Alimentado por injeção eletrônica, com dois bicos injetores, o propulsor gera quase 70 cv de potência máxima (número não oficial). Por isso mesmo é preciso cuidado, basta tocar no botão do acelerador para que o Renegade despeje toda a sua potência nas quatro rodas.

Outra qualidade do Renegade 800R é seu câmbio automático CVT (Transmissão Continuamente Variável), que proporciona força em qualquer faixa de rotação facilitando a pilotagem em terrenos complicados, além de eliminar as trocas de marchas. O ATV conta ainda com seletor de marchas com as opções de high, low, reverso e neutro. Pode-se também escolher entre tração 4x4 ou 4x2.

Diferencial auto-blocante

A Can-Am, empresa do grupo canadense Bombardier, desenvolveu o diferencial dianteiro auto-blocante para seus ATVs, chamado de Visco-Lok. Sem botões ou interferência do condutor, a força da roda que está derrapando é transferida para a outra roda.
Dessa forma o Renegade mostra sua faceta utilitária, superando facilmente obstáculos como troncos, desníveis ou lama.

Ajuda na tarefa o excelente conjunto de suspensões do Renegade. Na dianteira, braço duplo oscilante com amortecedores a gás, reguláveis.

Já na traseira, o ATV Can-Am é um dos poucos a contar com suspensões independentes – um conjunto mola-amortecedor em cada roda. Graças a um sistema exclusivo da marca, as torções na cambagem, que prejudicam a dirigibilidade, foram eliminadas. Ambas têm mais de 200 mm de curso – o suficiente para manter as rodas no chão e transmitir segurança ao piloto.

O sistema de freios também contribui para a segurança. Na dianteira, dois discos, um em cada roda, e na traseira um único disco montado no eixo cardã.

Versão mais radical

Pensando nos pilotos mais radicais, como o brasileiro Carlos Collet, que disputou o Dakar 2009 com um Renegade 800R EFI, a Can-Am disponibiliza também a versão “X”, com diversos acessórios que vão além dos protetores de mão e dos grafismos mais esportivos.

O Renegade 800R EFI X traz amortecedores da grife Kayaba, protetor do chassi em alumínio, mesmo material do guidão. A versão X estará disponível apenas na cor preta. Pode ser encomendado nas concessionárias da marca no Brasil por R$ 52.290.

Já o Renegade 800R EFI standard é vendido na tradicional cor amarela da marca e, no modelo 2009, também na cor vermelha por R$ 48.510.


Fonte:
Agência Infomoto

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br