Duelo de gigantes no Arena Cross 2009

Com a criação da categoria Pro, uma fusão da MX1 e MX2, na temporada deste ano do Arena Cross, os paranaenses do Team Honda Leandro Silva e Jean Ramos, categorias MX1 e MX2, respectivamente, disputarão entre si um lugar no pódio neste novo formato de competição.

Os dois foram campeões em 2008 de suas respectivas classes e agora terão a missão de lutar pela nova categoria. A arena escolhida para este duelo de gigantes que promete pegas alucinantes foi a de São Manuel, interior paulista, com data marcada para o dia 9 de maio.

Com a categoria Pro e a disputa por equipes neste ano, para os dois pilotos de Curitiba, o campeonato fica cada vez mais competitivo e a etapa de abertura promete muitas emoções. "O Arena Cross evoluiu bastante. Cada ano o nível aumenta. Teremos uma boa briga. O Leandro é um grande piloto e muito rápido. Com certeza, assim como eu, está treinando bastante. Mas estou preparado", explica Jean.

Já para Leandro o público assistirá uma boa prova. “Eu e Jean somos grandes amigos, mas somos profissionais. Quando chega na hora da corrida cada um dá seu melhor para vencer. Quem realmente ganha com essa disputa é o público”, ressalta.

Vitórias não faltam no currículo desses pilotos. A última conquista foi na segunda etapa do Brasileiro de Motocross, em Canelinha, Santa Catarina. Leandro Silva e Jean Ramos venceram as corridas das categorias MX1 e MX2, respectivamente. Na classificação, Leandro manteve a ponta na MX1 e Jean segue na terceira posição da MX2.

Mesmo com todas essas vitórias, não será fácil para os pilotos paranaenses. Eles terão pela frente outros grandes atletas do motocross nacional como Wellington Garcia e Swian Zanoni. Sabendo destas dificuldades cada um segue sua estratégia.

“Em uma competição como o Arena Cross 70% da prova é a largada. Isso já é um grande passo para vencer uma corrida. Mas é preciso entrar na competição bem tranquilo e concentrado. Antes da prova eu peço a Deus para que não me machuque. O resto sei que só depende de mim”, revela Jean.

Para Leandro o treino é fundamental. “Agora com a categoria Pro, são cinco pilotos rápidos na frente e mais cinco pilotos bons atrás para você se preocupar. Uma competitividade bem maior. É preciso treinar bastante e seguir firme no campeonato”, completa Leandro.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br