DESPRÉS CHEGA HOJE AO BRASIL

Campeão do Dakar 2005 quer conhecer o Brasil e brilhar entre as motos no Rally dos Sertões.

Por Thiago Fuganti

Um dos mais conhecidos e competentes pilotos de moto de rali cross country, o francês Cyril Després, da equipe KTM-Gauloises, desembarca no Brasil na manhã desta sexta-feira para participar da 14ª edição do Rali Internacional dos Sertões, que largará de Goiânia no próximo dia 27, passará por seis estados (GO, TO, MA, PI, MG e BA) e terminará em Porto Seguro, em 04 de agosto.

Després está ansioso por conhecer o Brasil e acelerar pelas trilhas do sertão. O piloto sabe que a briga pela vitória, válida pela quinta etapa do Campeonato Mundial de Rali Cross Country, não será fácil. Além dos pilotos brasileiros, também estarão na disputa por pontos do Mundial o também francês e líder do certame na categoria Open, David Casteu, e os chilenos Carlo de Gavardo, que virá para sua quinta participação no Sertões, e Chaleco Lopez, líder da categoria 450cc.

“Sobre a prova, eu realmente não sei o que esperar. Já vi a descrição das etapas, conversei com o Jean Azevedo, mas até estar lá na trilha, não faço idéia de como será. E essa talvez seja a minha grande motivação”, afirmou o francês, que lembrou do fato de não estar completamente em forma — no mês de junho, ele quebrou o braço direito quando estava testando a nova moto.

“Vou correr contra novos adversários. Não estou indo passar férias, vou dar o meu máximo. Sei que Carlo De Gavardo é um bom adversário, especialmente por estar em seu continente, e David Casteu, líder do Mundial, também buscará um bom resultado”, ressaltou.

O primeiro obstáculo que Cyril teve de enfrentar quando decidiu vir para o Sertões foi convencer a KTM a deixá-lo participar, uma vez que esta prova não estava em sua programação para 2006. Depois, precisou correr atrás de patrocínio extra, pois a despesa não estava no orçamento da equipe. E mesmo assim, Després vem para o Brasil acompanhado apenas por um mecânico e por seu assessor de imprensa.

“Normalmente, quando corremos provas longas como o Dakar, vamos com um time de quatro pilotos, sendo que um deles é o meu carregador de água. Também temos um chefe de equipe, quatro mecânicos, um técnico especialista em suspensão, um fisioterapeuta, além de um enorme caminhão de seis rodas. Para o Sertões vou eu, um mecânico e meu assessor. Será como nos velhos tempos quando eu corria por conta própria. Felizmente terei ajuda da Dunas (Race, organizadora da prova) e do Jean Azevedo, que vai cuidar de toda a logística. Sem a ajuda de ambos, que agradeço muito, minha participação seria impossível”, admitiu o sétimo colocado no Mundial.

“Na Europa dizem que o Brasil é um belo país e estou louco para conhecer. Além disso, o povo brasileiro também tem a fama de ser muito receptivo e amigável. Se forem como o Jean e o pessoal da organização do rali, será ótimo”, completou o piloto de 31 anos.

A programação da 14ª edição do Rali dos Sertões começará já na próxima segunda-feira, com a vistoria técnica dos veículos, na arena montada em frente ao Shopping Flamboyant, em Goiânia (GO). Na quarta-feira, será realizado o prólogo, tomada de tempo que definirá a ordem de largada da prova. A partir das 19h, haverá a largada promocional e o show da banda mineira Skank.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br