Dário Júlio quer manter a liderança

Com apenas oito etapas para o final do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade, os pilotos Dário Júlio e Sandro Hoffmann, do Team Honda, redobram as atenções na reta final da competição. Neste final de semana, os dois buscam pontos importantes no Enduro JK, em Brasília, válido pelas 13ª e 14ª etapas.

A prova retorna ao calendário nacional depois de seis anos. Com objetivos diferentes, os competidores apostarão todas as fichas em uma vitória em dose dupla. Dário pretende se manter na liderança da categoria Master, enquanto o companheiro de equipe, terceiro colocado, planeja dar um passo a mais na classificação.

O percurso passará por Sobradinho e Fercal II. A largada e a chegada serão no posto Contagem de Sobradinho II, na Rodovia DF 150, km 7. No sábado, a prova tem início às 9h e no domingo, às 8h.

Dário Júlio permanece na liderança da categoria Master com 256 pontos, seguido por Guilherme Cascaes, com 238 e Sandro Hoffmann, com 233. Com menos da metade da competição pela frente, para eles, a prova no Distrito Federal ganha ainda mais importância.

Como a competição não é realizada na região há muitos anos, Dário espera encontrar algumas surpresas pela frente. “Estou um pouco apreensivo com relação a esta etapa. Vamos ver se será uma boa prova. Treinei normalmente. Pelo que ouvi falar, será uma prova com muita pedra e cascalho”, destacou o líder que desbrava as trilhas com a motocicleta Honda CRF 230.

O mineiro considera pequena a diferença para o segundo colocado e espera conquistar pontos importantes para ganhar tranqüilidade. “Estou precisando ganhar os dois dias. Nas últimas etapas não consegui. Preciso de uns 50 pontos para ficar mais tranqüilo. Estou liderando desde a segunda etapa, mas o ideal seria abrir um pouco mais a pontuação”, analisou o bicampeão.

O capixaba Sandro Hoffmann busca aos poucos a ascensão na temporada. Quase encostado no segundo colocado, o pentacampeão brasileiro precisa de poucos pontos para alcançar o objetivo. Com a motocicleta Honda CRF 250X, Sandro se sente preparado para ultrapassar o adversário. “Temos ainda oito etapas pela frente. Tudo pode acontecer. Já estou em Brasília. O clima aqui está bem seco, diferente do clima que tenho treinado no Espírito Santo. Se continuar assim, o calor vai torturar um pouco. Apesar do Brasileiro não ser realizado aqui há certo tempo, conheço um pouco o tipo de terreno, com muitas trilhas pelo cerrado”, revelou.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br