Dakar 2010 muda regra para motos

A organização do Rally Dakar revelou na última quarta-feira (3/6), em Paris, as cidades por onde a prova passará em 2010. Pelo segundo ano consecutivo, o rali mais famoso do mundo vai ser disputado na Argentina e Chile.

A largada acontece em 1º de janeiro em Buenos Aires e terminará também na capital argentina dia 17, depois de percorrer um total de 8.600 quilômetros, com 5.200 de trechos cronometrados. No trajeto estão incluídas as cidades argentinas de Buenos Aires, Córdoba, La Rioja, Fiambalá, San Juan, San Rafael e Santa Rosa, além dos municípios chilenos de Copiapó, Iquique, La Serena e Santiago.

A prova de 2010, desenhada em forma de “loop” e em sentido anti-horário, seguirá para o norte: a primeira parte do Dakar colocará à prova os competidores especialistas em solo duro. Depois de passar os Andes, a competição seguirá para o deserto do Atacama, no Chile, com cinco etapas de bastante areia, rumo à cidade de Iquique. A partir desse ponto a caravana começará a retornar para Buenos Aires.

A organização também anunciou mudanças no regulamento da prova. Nas motos, chega a medida esperada há muito tempo pelos competidores: somente motos com motores de até 450 cilindradas serão aceitas na prova a partir de 2011, mas os profissionais já participarão com motos de até 450cc no ano que vem. Os amadores terão mais um ano para adaptação.

Para o tetracampeão do Rally dos Sertões e 12º colocado no Dakar 2009, José Hélio, esta resolução pode ser o início de uma equiparação entre os concorrentes. Ele compete com uma Honda CRF 450X. “Acho importante que os competidores tenham, cada vez mais, condições parecidas para disputar a prova”, concluiu.



Fonte:
Agência Infomoto




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br