CURITIBA DEFINE CAMPEÕES DO CROSS

Prova de encerramento do certame 2006 aconteceu neste fim de semana.

Por Leandro Alvares

As arquibancadas lotadas e a vibração do público com cada salto protagonizado pelos pilotos do off-road foram cenas marcantes da última etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, realizada neste fim de semana, em Curitiba. A prova serviu para coroar os novos campeões do torneio, que foram conhecidos após intensas brigas pelas primeiras posições no circuito montado no Marumby Expocenter.

Na categoria 65cc, para crianças, Cezar Zamboni faturou o título depois de um duelo emocionante com Everaldo Rodrigues, que ficou com o vice-campeonato. Na classe das 85cc, Rodrigo Rodrigues sagrou-se campeão, enquanto Leandro Silva levou a melhor na MX2. Outras duas categorias já estavam definidas desde a penúltima corrida, com Milton Becker na MX3 e João Paulino da Silva na MX1.

Foi difícil não se emocionar com a disputa dos meninos e meninas das 65cc. Os problemas de Cezar Zamboni, até então apenas candidato ao título, começaram ainda na largada, quando sua moto não pegou e ele teve que empurrá-la até dar a partida e sair em último.

Os pensamentos do garoto eram os mais pessimistas. "Pensei que não conseguiria mais ganhar o campeonato, mas não desisti e continuei acelerando forte", disse o novo campeão após o pódio.

Faltando apenas duas voltas para o final, o virtual campeão era Everaldo Rodrigues, que ocupava a terceira posição. Mas Zamboni ganhou uma injeção de ânimo quando conseguiu pelo menos ver o adversário à frente. "A partir daí voltei acreditar que ainda seria possível levar o troféu para casa", contou. Neste momento ele estava em sexto, posição que ainda daria o título a Rodrigues. Na última curva antes da bandeirada final, ele conseguiu fazer uma ultrapassagem e terminar em quinto.

Everaldo terminou em terceiro e ficou esperando Zamboni completar. Enquanto isso, a torcida, e principalmente os pais dos pilotos, aguardavam com apreensão a divulgação dos resultados oficiais. Os dois terminaram empatados com 121 pontos e por isso a conta exigiu bastante.

O critério para desempate foi o número de melhores resultados durante as etapas ao longo da temporada. E nessa Zamboni se deu bem e ele levou o título para casa. "Dedico o título à minha mãe, Roseli, que fez aniversário na sexta-feira", disse Zamboni.

Gustavo Roratto ganhou a corrida, com Talles Hess na segunda posição. Nas 85cc, Rodrigo Rodrigues garantiu o caneco com chave de honra, ao vencer a prova de encerramento. Gabriel Gentil foi o segundo, seguido de Hector Assunção.
 
Depois das categorias iniciantes, foi a vez da MX2 entrar na pista para definir o campeão de 2006. A briga estava entre Leandro Silva, que correu em casa e contou com o apoio da torcida, e Marcello Ferreira Lima.

Leandro tinha a situação confortável e podia terminar até em nono para garantir o título. Na primeira curva após a largada, Ferreira Lima caiu e perdeu muito tempo para conseguir voltar à prova. Com a vantagem, Leandro ficou tranqüilo e optou por administrar a corrida, pilotando na ponta dos dedos até cruzar a linha de chegada em terceiro.

“Estou muito feliz por ter vencido na minha cidade, com o apoio da torcida curitibana. Queria ganhar a corrida para dar mais uma alegria ao público, mas precisei administrar. Afinal, o campeonato é o resultado de um ano inteiro de trabalho e não podia arriscar”, disse Leandro ao microfone, numa espécie de "pedido de desculpas" ao público paranaense.
 
 A categoria MX3 foi a primeira a entrar na pista construída em Curitiba. Nico Rocha, vice-campeão, largou na frente e manteve na ponta no começo. Milton Becker, o Chumbinho, estava em segundo mas pressionou o tempo todo. Mariana Balbi, que correu a temporada 2006 nos Estados Unidos, aparecia na terceira posição. Após três voltas, Becker conseguiu se aproximar de Nico e deu o bote, tomando o primeiro lugar.

Depois de assumir a liderança, Chumbinho disparou e não deu trégua para Nico, que continuou na segunda posição até o final. Mariana terminou em quinto lugar e subiu ao pódio.

"Terminei essa temporada muito contente. Fui campeão por antecipação e ainda venci a última etapa aqui no Paraná. Agora começo a trabalhar para montar uma equipe forte em 2007", afirmou Becker.

A Honda foi a grande campeã na temporada 2006 do Brasileiro de Motocross. Das quatro categorias em que participa, três vencedores usavam motos da marca: Milton Becker, na MX3, Leandro Silva (MX2) e Rodrigo Rodrigues na 85 cilindradas. Além disso faturou o vice-campeonato na MX1 com Roosevelt de Freitas Assunção.

João Paulino da Silva, que correu com equipamento Suzuki, venceu na MX1. A Yamaha teve dois vice-campeonatos: Marcello Ferreira Lima, na MX2, e Eduardo Ferreira Lima na 85cc.

“Foi um campeonato bastante disputado e prevaleceu o espírito de equipe. E esse espírito nos levou até a vitória. Essa é a nossa maior recompensa”, afirmou Wilson Yasuda, gerente de competições e promoções da Honda.

Resultados de Curitiba:

MX1
1) João Paulino da Silva
2) Roosevelt de Freitas Assunção
3) Cristopher Castro
4) Marcos Cordeiro
5) Davi Guimarães

MX2
1) Wellington Garcia
2) Thales Villardi
3) Leandro Silva
4) Marcello Ferreira Lima
5) Deni Marques

MX3
1) Milton Becker
2) Nico Rocha
3) Alxandrro Valerim
4) Leonardo Muller
5) Mariana Balbi

85cc
1) Rodrigo Rodrigues
2) Gabriel Gentil
3) Hector Assunção
4) Eduardo Lima
5) Gabriel Montenegro

65cc
1) Gustavo Roratto
2) Talles Hess
3) Everaldo Rodrigues
4) Kaio de Miranda
5) Cezar Zamboni

Classificação

MX1

1) João Paulino da Silva, 174 pontos
2) Roosevelt de Freitas Assunção, 106
3) Cristopher Castro, 96
4) Jorge Balbi Junior, 95
5) Massoud Nassar, 76

MX2
1) Leandro Silva, 162
2) Marcello Ferreira Lima, 140
3) Wellington Garcia, 138
4) Lucas Moraes, 92
5) Rodrigo Selhorst, 71

MX3
1) Milton Becker, 181
2) Nico Rocha, 150
3) Leonardo Muller, 108
4) Alexandro Valerim, 106
5) Leo Lopes, 61

85cc
1) Rodrigo Rodrigues, 152
2) Eduardo Ferreira Lima, 147
3) Gabriel Gentil, 109
4) Hector de Freitas Assunção, 103
5) Gabriel Montenegro, 85

65cc
1) Cezar Zamboni, 121
2) Everaldo Rodrigues, 121
3) Daniel Guelman, 80
4) Marcos Holtman, 76
5) Caio Cardoso Ferreira, 70

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br