Campeonato fictício de um show real

Husqvarna Cup não teve título de equipes. Nós, porém, apuramos como seria essa disputa.

Por Leandro Alvares

Leandro Alvares

Encerrada a primeira temporada da Husqvarna Supermoto Cup, que teve Leandro Panadés como campeão, resolvemos por curiosidade fazer o levantamento de como seria a briga de um virtual campeonato de construtores, ou melhor, das revistas que participaram desta competição organizada pelo Grupo Izzo — empresa representante da Husqvarna no país.

No total, 13 mídias especializadas no segmento das duas rodas disputaram o certame que reuniu 28 pilotos em pistas formadas por 70% de asfalto e 30% de terra, com todos os concorrentes a bordo de um modelo WR 125 Cup preparado para a prática do Supermotard.

Para a alegria geral das revistas, todas conseguiram pontuar em pelo menos uma das cinco corridas realizadas. Da relação, quem levou a melhor foi a “Motociclismo”,  campeã com 163 pontos, 41 a mais que a segunda colocada, “Dirt Action”.

O “MOTO.com.br”, que foi representado por cinco respeitados pilotos ao longo do torneio —  Claudio Teixeira, Marcelo Mazzucheli, Roque Colman, Mauro Falcon e Gene Fireball — encerrou sua participação em quinto lugar, com 67 tentos.

Ainda não há informações sobre a continuidade da Husqvarna Cup em 2008. Mas no que depender da empolgação dos corredores, o show não irá parar.

Depoimento das feras do Canal da Moto

Cláudio Teixeira: “Um campeonato iniciado na base da brincadeira, que no fim foi levado super a sério pelos participantes. Dou nota dez para a iniciativa do Grupo Izzo, agradeço demais o apoio do MOTO.com.br e torço para que a disputa seja mantida em 2008. Se depender de nós pilotos, estaremos acelerando ainda mais no próximo ano”.

Marcelo Mazzucheli: “Fiquei muito satisfeito com a experiência de disputar a Husqvarna Cup, pois tive de me esforçar na adaptação às motos de 2 tempos. Estava acostumado com as 4T”.

Roque Colman: “Foi adrenalina mil! Fiquei somente chateado com a queda que sofri, que me causou inclusive uma torção no joelho, mas adoraria ter mais uma chance de competir nesta classe e contra adversários que me trataram super bem”.

Mauro Falcon: “Defino a Husq Cup como diversão e emoção. Nunca havia corrido de supermotard e fiquei encantando com a categoria. Aproveito para deixar o aviso de que se precisarem de mim, já estou pronto para correr de novo”.

Gene Fireball: “Quando o Claudio Teixeira me ligou, eu respondi na hora: ‘Vamos que vamos. Loucura é comigo mesmo’. Foi uma experiência inesquecível para mim, na qual reencontrei velhos amigos, fui muito bem tratado e não tive pressões para conseguir um bom resultado. Essa foi uma cobrança pessoal”.

Classificação final:
1) Leandro Panadés, 106 pontos
2) Guilherme Lima, 77
3) Bernardo Starling, 65
4) Leandro Mello, 62
5) Pablo Berardi, 57
6) Lucidio Arruda, 47
7) Claudio Teixeira, 43
8) Paulo Da Silva, 39
9) Eduardo Zampieri, 30
10) Marcelo Bove, 26
16) Gene Fireball, 11*
20) Mauro Falcon, 6*
21) Marcelo Mazzucheli, 5*
28) Roque Colman, 0*

*Convidados do MOTO.com.br.

Classificação do campeonato virtual das revistas:
1) Motociclismo: 163 pontos
2) Dirt Action: 122
3) Tribo Off-Road: 89
4) Duas Rodas: 72
5) MOTO.com.br: 67
6) Revista da Moto: 50
7) MotoX: 47
8) AR Assessoria: 39
9) MotoMax: 23
10) Promec: 15
11) MX Racing: 4
12) Moto Adventure: 4
13) Moto Fúria: 1

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br