Balbi se espanta com forte desempenho nos EUA

Mesmo fora da bateria final, mineiro foi um dos destaques da abertura do AMA Supercross.

Por Leandro Alvares

Apesar da frustração inicial por não ter se classificado para a bateria decisiva em Anaheim, palco da etapa de abertura do AMA Supercross 2008, o brasileiro Antonio Jorge Balbi Jr. admitiu ter ficado bastante feliz com o seu impressionante desempenho na pista californiana, no sábado passado.

Em seu blog oficial, o mineiro falou sobre a primeira corrida no ano, na qual disse ter feito “as melhores voltas da minha vida em uma pista de SX”. A noite só não foi melhor por conta de uma queda sofrida quando estava na liderança da repescagem (Last Chance), que acabou com as chances do competidor em disputar a prova final, vencida por Chad Reed.

“Após um bom tempo nos treinos, classifiquei-me entre os 40 melhores e comecei a me preparar paras as classificatórias noturnas. Na primeira, me concentrei muito e fiz uma excelente largada. Permaneci na quinta colocação até a metade da prova, quando infelizmente acabei envolvido num acidente com o piloto Chad Reed, que vinha de trás após uma queda no inicio. Acabei caindo de quinto para 11º e fui obrigado a fazer a ‘Last Chance’, em que apenas dois se classificam”, contou.

“Nela, sabia que não seria nada fácil, pois vários pilotos de ponta não se classificaram e, assim como eu, tinham apenas uma última chance. Fiz uma super largada, dividi a primeira curva com o piloto Mike Alessi e levei a melhor”, ressaltou Balbi com orgulho, já que Alessi foi o escolhido pela equipe oficial da Suzuki para substituir o multi-campeão Ricky Carmichael.

“Dali em diante foram momentos eletrizantes e acredito que fiz as melhores voltas da minha vida em uma pista de supercross. Tinha a liderança quando o Mike Alessi me passou, mas na volta seguinte dei o troco e comecei a me distanciar. A pista estava muito técnica porque havia chovido muito nos dias anteriores e, com isso, muitas, mas muitas canaletas se formaram”.

“Acabei traído por uma delas há poucos metros de receber a placa de última volta. Não foi um grande tombo, porém, suficiente para eu perder preciosas posições”, lamentou o brazuca, que completou a repescagem em sexto.

“Fiquei muito chateado, pois com mais uma volta eu teria conseguido a classificação e talvez o mais importante: uma vitória em cima do piloto oficial Suzuki. Mas pensando melhor, tenho motivos de sobra para comemorar. Nem eu mesmo esperava imprimir um ritmo tão forte logo na primeira etapa”, alegrou-se.

“Ainda tenho várias corridas para buscar os bons resultados. Além disso, minha equipe ficou super satisfeita porque a prova foi transmitida ao vivo em rede nacional para todo os EUA. E durante toda a ‘Last Chance’, só se falava em Balbi”, destacou o mineiro entre risos. “Realmente estou muito feliz e aguardo ansioso para entrar novamente na pista”, concluiu.

A segunda etapa do AMA Supercross — de um total de 17 — será disputada já no próximo sábado, em Phoenix, no Arizona.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br