Arena Cross: Kaio Miranda coleciona títulos

Uma carreira curta, mas com ascensão rápida. Com 15 anos de idade, Kaio Miranda desponta como uma das grandes revelações do motocross do Brasil. Os bons desempenhos em competições regionais e nacionais renderam ao piloto ótimos resultados. Em 2011, o jovem competidor conquistou o quarto título no Arena Cross (um na 50cc, dois na 65cc e agora na 85cc) foi um dos destaques na Superliga Brasil de Motocross e ainda lidera a disputa da categoria 85cc na Copa São Paulo de Motocross.

Desde cedo, Kaio Miranda recebia a influência do pai, César Miranda, um fã de motociclismo assumido. “Ganhei uma moto pequena dele quando eu tinha quatro anos e andava com ela em um campo de terra batida perto de casa. Quando fiz seis, comecei a competir oficialmente. Engraçado é que eu sempre via meu pai andar de moto, mas não me interessava. Peguei gosto pelo esporte depois de acelerar pela primeira vez. Depois disso, não parei mais”, conta o piloto com bom humor.

Chefe da equipe da jovem revelação, a Mira-X Racing, César está sempre ao lado do filho nos campeonatos. Para o piloto, esse apoio é fundamental. “Aprendi a gostar de motocross com meu pai e sempre está ao meu lado nas corridas. É um incentivo muito grande por parte dele e por toda a minha família. Isso é muito importante e me ajuda a conseguir bons rendimentos”, diz.

Apesar da pouca idade, Kaio mostra estar focado e consciente dos desafios que precisará enfrentar ao longo de sua carreira. “Nenhum título vem de graça. É um processo que exige muita dedicação e treinamento. Não sinto tanta cobrança pelos resultados, mas exijo bastante de mim mesmo. Preciso sempre superar os resultados. Isso é uma das coisas que me ajudou”, afirma o jovem que revela seu sonho. “Ainda quero representar o Brasil no Motocross das Nações”, evidencia.

O intenso ritmo de treinos e competições não proporciona muitas folgas, mas o jovem piloto consegue conciliar bem a profissão com os estudos. “Estou no nono ano e por causa das viagens é um pouco complicado. Vou para a escola de manhã e durante a tarde, três a quatro vezes por semana, vou para a pista e academia. Converso com a professora sobre os compromissos e faço o possível para tirar boas notas”, afirma.

O paulista de Mogi das Cruzes ainda tenta aproveitar o pouco tempo livre para se divertir. “Quando não estou correndo, gosto conversar com os amigos no computador ou jogar vídeo game. Não sou um grande fã de futebol, mas acho legal acompanhar outras modalidades como BMX, skate e surf. Não pratico, mas são esportes radicais que me interesso bastante e tenho vontade de aprender um dia”, completa.

O Arena Cross tem patrocínio da Honda, Mobil e Santander Financiamentos, co-patrocínio Pirelli, Red Nose e Consórcio Nacional Honda, e apoio da revista da Moto!

Fotos: Maurício Arruda/VIPCOMM



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br