ARENA CROSS INCENDEIA LITORAL

São Sebastião concentrou milhares de pessoas na quinta etapa do certame.

Por Thiago Fuganti

Mais de seis mil torcedores prestigiaram no último sábado as emoções da quinta etapa do Arena Cross, que foi realizada em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo. Como tem sido em todas as provas, o público não teve do que se queixar em matéria de disputa pelas vitórias: os páreos acirrados foram garantidos da largada à bandeirada final.

Na categoria MX1, o resultado não poderia ter sido melhor para Roosevelt Assunção, vencedor das duas baterias e ganhador do ponto de bonificação por ter feito o melhor tempo nos treinos cronometrados. Ponto extra, aliás, responsável por garantir ao paulista a liderança do certame com 147 pontos, um a mais em relação ao catarinense Pipo Castro, que não teve muita sorte na etapa e ficou em quarto lugar.

Quem aparece em terceiro na classificação geral é Massoud Nassar (102), o segundo colocado neste fim de semana. Jean Carlo Ramos com 70, ocupa o terceiro posto da tabela, seguido de Rafael Ramos, com 67.

Na categoria 65cc, quem se deu bem mais uma vez foi o carioca Daniel Guelman. O piloto chegou em primeiro nas duas baterias e ampliou ainda mais a vantagem para Endrews Armstrong — 109 a 78 pontos. O paranaense foi o quarto colocado na rodada, atrás de Guelman, Pablo Reginato e Francisco Netinho, respectivamente.

Pedro Henrique, do Paraná, foi outro que conseguiu manter a liderança na temporada ao confirmar a vitória nas 50cc. Nicolas Rodrigues obteve a segunda posição e pulou para a vice-liderança da classe — a diferença que o separa do ponteiro é de 13 pontos (94 a 81).

A próxima etapa do Arena vai ser disputada na cidade catarinense de São José, nos dias 5 e 6 de agosto. “É primeira vez que o campeonato vai para São José e a expectativa é boa já que o Pipo Castro vai correr em casa e isso deve dar ainda mais emoção à etapa”, previu Carlinhos Romagnolli, organizador do evento.

Confira, em mais detalhes, como foi a rodada em São Sebastião:

MX1

Logo na primeira curva da primeira bateria, Pipo Castro, Renato Peres e Juliano Ramos se enroscaram e perderam muito tempo. Pipo virou a primeira volta em 13º lugar. Rafael Ramos largou bem e assumiu a ponta, mas não por muito tempo.

Na quarta volta, Roosevelt ultrapassou Rafael Ramos e assumiu a ponta para não perdê-la mais. Na penúltima passagem, Massoud Nassar passou Renan Bunij e terminou em segundo. Pipo, numa corrida de recuperação, chegou em sexto.

Na segunda bateria, mais uma vez Rafael Ramos largou bem e ficou na frente. Pipo apareceu em segundo e Renan Bunij em terceiro. Roosevelt Assunção era apenas o sexto, mas logo assumiu o quinto lugar depois de ultrapassar Massoud na terceira volta.

Sem perder tempo, Roosevelt ultrapassou Renan Bunij e pulou para terceiro. Rafael Ramos caiu da moto e foi para o sétimo lugar. Roosevelt, então segundo colocado, partiu à caça Pipo Castro. Os dois fizeram uma disputa emocionante até que Roosevelt, aos sete minutos de corrida, aproveitou uma bobeada de Pipo para assumir a primeira posição e vencer de novo.

65cc

Kaio Miranda fez a pole, mas quem assumiu a ponta logo na largada foi o líder do campeonato, Daniel Guelman. O piloto abriu boa vantagem sobre o segundo colocado Pablo Reginato e o terceiro Francisco Netinho. Os três primeiros colocados praticamente não foram incomodados por ninguém e mantiveram suas posições até o final. O quarto lugar ficou com Endrews Armstrong e o quinto com Anderson Pereira do Amaral.

50cc
Diferente das 65cc, a cinquentinha começou com Nicolas Rodrigues na liderança, seguido por Pedro Henrique e Gustavo Pessoa. Na metade da prova, Ricardo Jurça, que vinha em quarto, ultrapassou Pessoa.  Os dois trocaram novamente de posição, mas quem levou melhor foi Jurça. Aos seis minutos de prova foi a vez de Nicolas perder o primeiro lugar para Pedro Henrique, que não somente ultrapassou como abriu boa vantagem.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br