Toprak, Rea e Lowes vencem na Austrália

Rodada tripla tem três vencedores diferentes e dá partida ao campeonato 2020 com vantagem para o britânico Alex Lowes

Por Gian Calabrese

Conhecido como um dos mais belos e desafiadores do mundo, o sensacional circuito australiano de Philip Island comemorou junto ao Mundial de Superbike a 30° temporada na abertura do campeonato 2020.

 

Corrida 1 - Os quatro primeiros terminam no mesmo segundo

A primeira corrida da temporada contou com disputas emocionantes do início ao fim, quando na terceira volta houve o toque entre o pole position Tom Sykes da BMW Motorrad e Jonathan Rea da Kawasaki, que acabou caindo duas voltas depois.

As longas disputas foram acontecendo, com Sykes perdendo o ritmo, e nas voltas finais seis pilotos tinham chances de vitória, e que ao final as três primeiras colocações foram separadas na linha de chegada por apenas 0,041s.

Toprak Razgatlioglu (Pata Yamaha WorldSBK) conquistou a vitória ao superar Alex Lowes (Kawasaki Racing WorldSBK) e Scott Redding (ARUBA.IT Racing – Ducati).

O piloto turco que foi para Yamaha nesta temporada liderou 15 das 22 voltas da corrida e superou nas duas voltas finais os ataques de seu companheiro de equipe Michael vd Mark, que chegou em quarto lugar, assim, Toprak conquistou sua primeira vitória na Yamaha. Confira o pódio com os três primeiros:

1 - T. Razgatlioglu - Yamaha YZF R1

2 - A. Lowes - Kawasaki ZX-10RR 0.007

3 - S. Redding - Ducati Panigale V4R - 0.041


Tissot Superpole Race – Rea domina 

O Tissot Superpole Race é a corrida curta disputada entre a corrida 1 e 2 com apenas 10 voltas, com pontuação menor e valendo a classificação para corrida 2. Nela quem se deu melhor foi o pentacampeão Jonathan Rea da Kawasaki, que liderou do início ao fim mas teve o turco Toprak muito próximo na linha de chegada. Scott Redding da Ducati faturou novamente o terceiro lugar.

1 - J. Rea - Kawasaki ZX-10RR

2 - T. Razgatlioglu - Yamaha YZF R1 - 0.067

3 - S. Redding - Ducati Panigale V4R - 0.205

 

Corrida 2 – Alex Lowes surpreende

O também britânico e piloto da Kawasaki Racing Team, Lowes – irmão gêmeo de Sam, que disputa a MotoGP – teve uma grande batalha durante toda a corrida 2, após descer de quarto lugar para sexto no meio da prova, enquanto seu companheiro d equipe liderava a corrida. Com o passar de 15 das 22 voltas e desgaste dos pneus aumento, Lowes começou a virar tempos melhores que seus rivais até assumir a ponta na 15° volta. A batalha final foi com Rea, mas Lowes não se curvou ao seu companheiro pentacampeão mundial e surpreendeu garantindo a liderança nas duas voltas finais até a linha de chegada. Rea foi segundo enquanto novamente Scoot Redding foi o terceiro.

1 - A. Lowes - Yamaha YZF R1 

2 - J. Rea - Kawasaki ZX-10RR - 0.037

3 - S. Redding - Ducati Panigale V4R - 0.812

 

Foram três provas de tirar o fôlego, afinal em todas disputas a chegada aconteceu com no mínimo dois pilotos a menos de um segundo um do outro. Um fim de semana memorável que mostrou o que será da temporada do Mundial de Superbike 2020, que pode ser uma das melhores, se não a melhor de todos os tempos.

Confira a classificação dos dez primeiros no campeonato, após a rodada Australiana:

1 -Alex Lowes (Kawasaki Racing Team) - 59 pontos

2 - Scott Redding (IT.Aruba Ducati) - 39

3 - Toprak Razgatlioglu (Pata Yamaha WorldSBK) - 34

4 - Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) - 32

5 - Michael vd Mark (Pata Yamaha WorldSBK) - 31

6 - Alvaro Bautista (Honda HRC WorldSBK) - 20

7 - Loriz Baz (Yamaha Ten Kate) - 20

8 - Chaz Davies (IT.Aruba Ducati) - 19

9 - Leon Haslam (Honda HRC WorldSBK) - 17

10 - Tom Sykes (BMW Motorrad WSBK) - 17

 


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br