Triumph fornecerá motores da Moto2 a partir de 2019

Triumph Motorcycles foi anunciada no último fim de semana (3) como fornecedora exclusiva de motores, a partir de 2019, para o Campeonato FIM Moto2 – uma das classes que integra o Campeonato Mundial de Motovelocidade (MotoGP), a mais importante competição de motocicletas do planeta.

Segundo comunicado, a fabricante inglesa assinou um contrato de três anos com a Dorna (detentora dos direitos comerciais da competição) para fornecer um motor Triumph de três cilindros com 765 cc, baseado no novíssimo propulsor que equipará a nova Street Triple 2017 – motocicleta que chegará ao mercado brasileiro em agosto deste ano.



O novo motor é um desenvolvimento significativo do motor que equipa a Daytona 675R. Com base na mais alta especificação do motor de 765 cc, a nova Street Triple RS foi desenvolvida para a Moto2 com cabeçote do cilindro modificado, com novas portas de admissão e de exaustão, para um fluxo de combustível otimizado, válvulas de titânio e molas das válvulas mais rígidas, para um aumento de rotação, kit alternador de baixa saída para redução de inércia e relação de transmissão de 1ª marcha mais longa. Além disso, ela conta ainda com embreagem deslizante/assistida (slipper clutch), desenvolvida para competição, na qual será ajustável, módulo da injeção eletrônica específico de competição, que será desenvolvido em conjunto com a Magneti Marelli, tampa do motor reprojetada para redução de largura e cárter modificado para permitir uma melhoria no fluxo do coletor.

Tendo como base o novo motor da Street Triple 2017, o Triumph Moto2 765cc foi desenvolvido e ajustado para proporcionar ganhos de potência e torque. No modo de pilotagem “estrada”, o motor proporciona o mais alto nível de desempenho para uma Street Triple, fornecendo potência de 123 cv a 11.700 rpm e torque de 7,85 kgfm a 10.800 rpm.

Este motor possui mais de 80 peças novas, em comparação com o motor da geração anterior, incluindo um aumento do diâmetro e do curso. Os componentes novos incluem novo virabrequim, novos pistões, novas bielas e eixo balanceador, cilindros galvanizados em Nikasil caixa de marchas revisada

A tecnologia do novo motor Triumph 765 cc Moto2 foi desenvolvida para possibilitar que o motor aspire mais livremente e com maior rotação comparado a uma motocicleta padrão, aumentando ainda mais o desempenho geral. Outras alterações foram feitas especificamente para o uso em corridas. 

"Este é um momento significativo para a Triumph, iniciando um novo e empolgante capítulo em nossos 110 anos de história e tendo como base nossos celebrados e vitoriosos motores triplos TT e Supersports. Esperamos consolidar uma longa e empolgante relação com a Dorna e as equipes, pilotos e torcedores da Moto2", afirmou Paul Stroud, Chief Commercial Officer da Triumph Motorcycles.


"Estamos muito felizes em trabalhar com uma das mais icônicas marcas de motocicletas. Os motores três cilindros da Triumph são conhecidos por sua força, transmissão e entrega de torque e obtiveram muito sucesso na pista, tornando-os a escolha ideal para o campeonato Moto2. Estamos ansiosos para a temporada de 2019 e o início de uma nova geração da Moto2, em parceria com a Triumph", acrescentou Carmelo Ezpeleta, Diretor Executivo da Dorna.


Julian Simon, Campeão Mundial 125cc 2009 e vice-campeão da Moto2 e experiente piloto de testes da Moto2, que esteve envolvido nos testes da fase de desenvolvimento do motor, disse ainda que "o motor parece muito forte e sua faixa intermediária é particularmente impressionante. A sensação entre o acelerador e a roda traseira é muito direta e controlável. O sentimento geral é muito bom e o motor já mostra um grande potencial".

Fotos: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br