WSBK: JAPONÊS FATURA ETAPA TCHECA

Para Troy Bayliss e Alexandre Barros, 7º etapa do ano foi uma das mais complicadas.

Por Thiago Fuganti

Fato comum da temporada 2006 do Mundial de Superbike: um piloto vencer as duas etapas de uma rodada. Fato inédito: este competidor, no último fim de semana, não foi o australiano Troy Bayliss. Na República Tcheca, quem se mostrou imbatível foi o japonês Yukio Kagayama.

Na primeira prova, o nipônico da Suzuki não demorou em saltar da sexta para a primeira posição e se manteve nela até a bandeirada final, com quase quatro segundos de vantagem sobre o segundo colocado, o inglês James Toseland. Michel Fabrizio, da Itália, completou o pódio.

Líder absoluto do campeonato, Bayliss não teve sorte no circuito de Brno. Prova disso foi o precoce abandono, que aconteceu ao ser atingido pela moto de Regis Laconi antes mesmo de completar a primeira curva depois da largada.

Outro azarado desta feita foi o brasileiro Alexandre Barros, que sofreu problemas no pneu dianteiro de sua Klaffi Honda e foi forçado a recolher o equipamento na oitava volta. “Eu já havia previsto uma etapa bastante difícil e foi exatamente o que aconteceu”, afirmou o ex-piloto da MotoGP.

“Apesar de ter largado em 15º, eu parti para cima dos adversários e antes de completar a primeira volta eu já estava em 11º. Dei o máximo de mim, acelerei forte, mas de repente perdi toda a aderência dianteira por conta de um problema no pneu. Foi muito difícil controlar a moto, e então optei por me retirar para evitar uma batida”, contou o representante do Brasil.

Na segunda corrida, novamente os torcedores assistiram ao domínio do japonês Kagayama, mas em compensação puderam acompanhar ao eletrizante pega de Michel Fabrizio e Noryuki Haga, na luta pelo segundo lugar. No final, o italiano levou a melhor, deixando o compatriota do vencedor em terceiro.

Bayliss, numa etapa nada satisfatória para a Ducati, teve de se contentar com uma modesta oitava posição. Barros, na mesma balada de seu ex-companheiro na MotoGP, foi o 11º. “A pior notícia do fim de semana foi que eu deixei escapar pontos importantes da temporada numa pista que, teoricamente, eu deveria ter condições de brigar pela vitória”, desabafou Barros, cuja equipe considera Brno como uma etapa caseira. “Honestamente, o desfecho desta rodada me deixou muito desapontado e esgotou com minhas energias”, admitiu.

Apesar de ter ficado longe das primeiras posições, Bayliss ainda se manteve confortável na liderança do certame, com 262 pontos. Haga, o rival mais próximo do australiano neste momento, possui 73 tentos a menos. Kagayama, mesmo com a dupla conquista, aparece somente em sétimo, com 106.

“Eu agora estou com 151 pontos na quinta posição da tabela, situação que não se enquadra em meus objetivos neste torneio. Espero que as coisas melhorem em Brands Hatch, mas eu e minha equipe teremos muito trabalho pela frente”, finalizou Barros, já se referindo à oitava rodada dupla do mundial, agendada para o dia 6 de agosto, na Inglaterra.

Confira o resultado do GP da República Tcheca:

Corrida 1
1) Yukio Kagayama (JAP/Suzuki), 20 voltas em 41min27s271
2) James Toseland (ING/Honda), a 3s900
3) Michel Fabrizio (ITA/Honda), a 6s255
4) Noryuki Haga (JAP/Yamaha), a 6s432
5) Troy Corser (AUS/Suzuki), a 7s463
6) Fonsi Nieto (ESP/Kawasaki), a 21s967
7) Chris Walker (ING/Kawasaki), a 21s989
8) Shinichi Nakatomi (JAP/Yamaha), a 26s882
9) Norick Abe (JAP/Yamaha), a 27s174
10) Pierfrancesco Chili (ITA/Honda), a 27s441

Corrida 2
1) Yukio Kagayama (JAP/Suzuki), 20 voltas em 41min31s118
2) Michel Fabrizio (ITA/Honda), a 2s431
3) Noryuki Haga (JAP/Yamaha), a 2s479
4) Troy Corser (AUS/Suzuki), a 2s514
5) James Toseland (ING/Honda), a 4s939
6) Fonsi Nieto (ESP/Kawasaki), a 5s070
7) Karl Muggeridge (AUS/Honda), a 7s932
8) Troy Bayliss (AUS/Ducati), a 15s441
9) Lanzi (ITA/Ducati), a 15s755
10) Chris Walker (ING/Kawasaki), a 17s461
11) Alexandre Barros (BRA/Honda), a 21s547

Campeonato:
1) Troy Bayliss, 262 pontos
2) Noryuki Haga, 189
3) James Toseland, 188
4) Troy Corser, 173
5) Alexandre Barros, 151
6) Andrew Pitt, 128
7) Yukio Kagayama, 106
8) Lorenzo Lanzi, 87
9) Michel Fabrizio, 83
10) Fonsi Nieto, 81

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br