WSBK: Decisão cada vez mais próxima

A décima terceira e penúltima etapa da competição acontece neste fim de semana, em Magny-Cours, na França.

Por Roberto Brandão

O Campeonato Mundial de Superbike chega à sua penúltima etapa neste fim de semana, no circuito de Magny-Cours, na França. Dois pilotos chegam à décima terceira rodada querendo bons resultados para entrar com uma vantagem na última etapa, em Portimao.

Apenas três pontos separam o líder Noriyuki Haga de Ben Spies, a menor margem de diferença entre os dois desde o começo do ano.

Na teoria, Haga pode matematicamente levar o título em Magny-Cours se vencer as duas baterias e se o americano não terminar nenhuma das duas provas. Por mais improvável que isso possa parecer, Haga pode ser considerado favorito já que tem bons resultados no circuito francês.

No ano passado, mesmo com o piloto Troy Bayliss tendo conseguido antecipadamente o título em Magny-Cours, Haga foi o homem a ser batido quando recebeu a bandeira quadriculada no primeiro e segundo lugar.

Em adição, sua confiança voltou a subir após sua vitória em Ímola, na semana passada, onde Haga produziu sua melhor performance desde a vitória dupla em Kyalami.

O desafio para Spies é esquecer de sua má atuação em Ímola, quando conseguiu a quarta e quinta colocações. O circuito de Magny-Cours é mais um novo traçado para o americano, o que não é nenhum problema para ele.

Se fizer as contas, três pilotos continuam na briga pelo título em Magny-Cours. Contudo, parece que Michel Fabrizio está destinado a permanecer na terceira posição já que a possibilidade de ter que atuar como um ajudante para seu companheiro de equipe é muito grande. Sua segunda vitória na carreira em Ímola o colocou 61 pontos atrás de Haga, o que o deixa apto a brigar pelo título.

O italiano tem algum espaço entre ele e a briga pela quarta colocação, que parece que será decidida na última hora, com Jonathan Rea e Max Biaggi conseguindo bons resultados e disputando a cada prova. Biaggi terá como companheiro de equipe na etapa francesa o campeão britânico de superbike, Leon Camier.

Sua participação na próxima etapa representa algum risco para Camier, já que chega à França sem conhecer o circuito e nem a moto, enquanto a performance de Marco Simoncelli continua rendendo discussões nos bastidores do WSBK.

Seus primeiros alvos devem ser o contingente britânico – e ex-rivais no BSB – que continuam a preencher o pelotão do meio. Leon Haslam é o líder entre os ingleses após ficar entre os dez melhores em Ímola com sua solitária Stiggy Honda, enquanto Shane Byrne continua melhorando sua performance. O tempo de mostrar trabalho de Tom Sykes, contudo, está acabando e tem que mostrar que merece um lugar na categoria.

Apesar de rumores que Max Neukirchner voltaria às pistas em Magny-Cours, a Suzuki continuará com Karl Muggeridge ao lado de Yukio Kagayama na etapa francesa, enquanto a Kawasaki voltará a correr com Sheridan Morais no lugar de Makoto Tamada, que continua em recuperação de seu acidente em Ímola, na semana passada.

Enquanto Magny-Cours pode não ser o cenário para uma outra decisão do título, com certeza a etapa dará às equipes uma ajuda para decidir em quem pôr seu dinheiro para a próxima temporada, enquanto o ano chega ao fim no dia 25 de outubro, em Portmao, no Portugal.

A décima terceira etapa do campeonato Mundial de Superbike acontecerá neste domingo e será transmitida pelo canal de TV por assinatura, BandSports. Segundo a programação do canal, as transmissões serão feitas às 7hs da manhã e as 12hs30min.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br