WSBK: Chefe da equipe Ducati se demitiu

Davide Tardozzi anunciou a saída da equipe Ducati Xerox no campeonato Mundial de Superbike.

Por Roberto Brandão

O chefe de equipe da Ducati no campeonato Mundial de Superbike, Davide Tardozzi, confirmou que está deixando a equipe.

Uma notícia parecida chocou a MotoGP, quando Livio Suppo, chefe da equipe Ducati na competição, anunciou que também está saindo da equipe.

É esperado que Suppo vá para uma equipe rival na MotoGP, sendo a Honda a mais cotada, mas Tardozzi, cujos pilotos Noriyuki Haga e Michel Fabrizio acabaram em segundo e terceiro lugar no WSBK 2009, diz que ainda não tem planos.
 
”Foi uma decisão muito difícil. Você não pode sair da equipe que trabalhou durante quase 20 anos sem sentir remorso”, disse Tardozzi.
 
“Eu estava perdendo a motivação, portanto achei mais apropriado notificar a Ducati da minha decisão enquanto há tempo para me substituir antes da nova temporada”, continuou.

“Eu permanecerei nas corridas, somente se me oferecerem algo muito importante. E até agora, nada surgiu. Por outro lado, eu tentarei ingressar em atividades fora do motociclismo, mas o meu mundo são as corridas”, concluiu.

Tardozzi já foi piloto, venceu cinco corridas para a Bimota e conquistou o terceiro lugar na primeira temporada do WSBK, em 1988.

Ao virar chefe de equipe da Ducati, ele viu um período de grande sucesso da Ducati conquistando diversos títulos com Carl Fogarty, quatro no total, Troy Bayliss, três, Troy Corser, Neil Hodgson e James Toselando com um título cada.
 
Neste ano, Tardozzi encarou muitas críticas por, aparentemente, não ter imposto as ordens de equipe à Fabrizio para que ele ajudasse Haga na conquista do título, mas não é certo de que isso tenha causado sua saída.
 
Haga e Fabrizio continuarão na equipe Ducati Xerox na temporada de 2010.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br