WSBK: Carlos Checa e Althea Ducati juntos em 2012

A Althea Racing confirmou que Carlos Checa continuará na equipe para a temporada 2012 do campeonato Mundial de Superbike, uma última medida da Ducati para não permitir que o espanhol fosse contratado pela BMW.

Apenas dias semanas após conquistar o título do WSBK de 2011, o futuro de Checa era incerto depois que a Ducati fechou as negociações para 2012, algo que levou a BMW a fazer uma oferta para a contratação do piloto.

Na verdade, boatos diziam que Checa estava muito próximo de fechar negócio com a fabricante Alemã antes da Ducati intervir e fazer o empréstimo necessário para que a Althea permanecesse com o novo campeão para 2012.

Um grande alívio para Checa, que publicamente afirmou seu desejo de continuar na equipe italiana. O espanhol está muito feliz por ter acordado com sua equipe e admitiu que não esperava fechar o contrato depois da corrida de Portimão, no último fim de semana.

“O fim de semana foi muito especial”, disse Checa, que venceu a primeira bateria em Portimão para marca 15 vitórias na temporada. “Antes da primeira prova não parecia haver maneira alguma de permanecer na equipe para 2012 e estava muito chateado com isso. Mas agora, parece que a Althea Racing e a Ducati entraram num acordo, e estou  nas nuvens em saber que posso continuar na mesma equipe com a mesma moto para o ano que vem”.

“Nós construímos algo muito especial aqui e deixar a equipe seria de cortar o coração. Mais que uma vitória, hoje (domingo) conquistei uma vitória moral – num espaço de dois dias eu perdi e ganhei meu lugar na equipe”.

O alívio de Checa é reflexo das ações de Genesio Bevilacqua, Diretor da Althea, que revelou que teve que convencer à todos para manter a equipe junta para 2012.

“Muita coisa mudou de ontem para hoje (de sábado para domingo) e esperei para falar simplesmente por conta dessas incertezas. Permanecemos esperançosos, mas era uma questão muito complicada num nível econômico. No fim das contas, fomos capazes de convencer a todos para chegar a um acordo que ajudaria a manter a equipe unida e essa foi a melhor notícia do ano para mim”.

“Checa falou algum tempo atrás que queria permanecer conosco na equipe e nós, é claro, queríamos a mesma coisa. Portanto, esse acordo positivo foi alcançado pela Ducati e ainda bem que ele estará conosco no ano que vem, mais rápido que antes”, completou.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br