WSBK: Aprilia e Yamaha na frente

Roberto Brandão

Na primeira bateria, Max Biaggi conseguiu sua primeira vitória da temporada do WSBK ao herdar a primeira posição de Ben Spies, após uma colisão entre o americano e Michel Fabrizio durante a primeira bateria em Brno, na República Tcheca.

Essa foi a primeira vitória da Aprilia desde 2001, quando Regis Laconi venceu em Ímola. O triunfo de Biaggi também marca sua volta ao topo do pódio desde 2007 em Vallelunga, quase dois anos atrás.

Mesmo sendo ajudado pelo abandono dos primeiros colocados na quarta volta, Spies e Fabrizio, Biaggi estava na briga pelo primeiro lugar desde que as luzes vermelhas se apagaram.

Se recuperando de uma largada não muito boa, Fabrizio, na tentativa de ultrapassagem tocou na moto de Ben Spies, que estava na primeira posição. O italiano veio por dentro da curva, mas ao frear perdeu a frente de sua moto e acertou Spies, tirando-o da prova. Enquanto isso, Biaggi assumiu o primeiro posto e foi abrindo na frente das Hondas de Carlos Checa e Jonathan Rea, que ficaram na segunda e terceira colocação respectivamente.

Troy Corser largou muito bem com sua BMW e na primeira curva do circuito estava na primeira posição. Embora não tenha conseguido segurar a posição, brigou pelo quarto lugar com Shane Byrne. O britânico foi quem levou a melhor e com este resultado é a quinta vez consecutiva que o piloto fica entre os seis melhores.

Seu companheiro de equipe, Ruben Xaus, não foi tão bem. O espanhol perdeu o controle da traseira de sua BMW e foi para no chão.

Outro piloto que também não conseguiu terminar a primeira prova foi Lorenzo Lanzi, que caiu na terceira volta. Isso significou que quatro, dos dez primeiros colocados já estavam fora da competição.

Todos os olhos estavam focados mais para trás, em Noriyuki Haga, que precisava de um bom resultado para aumentar a diferença na tabela para Spies, e aproveitava o abandono do americano para tal. Pena que o japonês não estava em grande forma, e perdeu tempo brigando pela sexta colocação com Leon Haslam, Makoto Tamada e Jakub Smurz.

Smrz foi quem ganhou a briga, e finalizou a prova na sexta posição, na frente de Haslam, e Haga, sétimo e oitavo respectivamente.

O resultado mais importante da bateria foi, provavelmente, a oitava posição de Haga, que mesmo sentindo muitas dores no ombro e no quadril ficou entre os dez melhores. A diferença no campeonato está agora de apenas 22 pontos, já que Spies não pontuou.

Matthieu Lagrive conseguiu seu melhor resultado para a Althe Honda e finalizou na nona posição. O francês se aproveitou de um problema na moto de Tamada para tomar a posição. Mesmo assim, Tamada também conseguiu sua melhor marca no WSBK e levou a bandeirada fechando os dez melhores.

Na segunda bateria, Spies conseguiu segurar a pressão de Biaggi e levou a segunda prova em Brno. Com este resultado, o americano fica somente sete pontos atrás do líder do campeonato, Haga, que finalizou a prova na sexta colocação.
Spies cruzou a linha de chegada após ficar 19 das 20 voltas na frente e protagonizou uma bela disputa nas últimas voltas com o italiano, Biaggi. O americano mostrou que é um ótimo piloto e não deu nenhuma chance de ultrapassagem.

De novo, Corser largou muito bem e levou sua BMW a primeira posição, mas logo foi superado por Spies, Fabrizio e Biaggi.

Fabrizio e Biaggi seguiram de muito perto e não deixaram o piloto americano abrir uma grande vantagem. A melhor briga, porém, foi pela segunda posição, entre os dois italianos. Biaggi tentou por quatro vezes ultrapassar Fabrizio, e só na última, faltando apenas cinco voltas para o fim, foi eficiente.

Após passar de seu conterrâneo, Biaggi colou em Spies e atormentou a vida do americano. O italiano brigou até a última curva, quando teve que se contentar com o segundo lugar. Com estes resultados, esse foi o melhor final de semana em quase dois anos para a Aprilia e para o piloto.

Há alguns segundos atrás, a equipe Ten Kate Honda fez novamente uma dobradinha, com Rea na quarta posição e Checa na quinta.

Mesmo com a vitória de Spies, Haga pode ficar feliz ao sair da décima etapa do WSBK ainda como líder do campeonato. O japonês voador tem um pouco mais de um mês para ficar 100% fisicamente para as últimas quatro rodadas.

Após o abandono da primeira corrida, Sykes se recuperou de uma largada ruim e finalizou a prova na sétima posição, mesma colocação que largou. O britânico foi capaz de segurar a pressão de Byrne e Smrz, na oitava e nona colocação, respectivamente. Mesmo perdendo várias colocações durante a corrida, o fim de semana para Corser e a BMW foi muito bom, com o piloto fechando os dez melhores na segunda bateria.

Na segunda prova, oito dos 28 pilotos não completaram a corrida.


Resultados primeira bateria:

1) Max Biaggi (ITA/Aprilia), 20 laps
2) Carlos Checa (ESP/Ten Kate Honda), +3s631
3) Jonathan Rea (ING/Ten Kate Honda), +9s948
4) Shane Byrne (ING/Sterilgarda Ducati), +12s952
5) Troy Corser (AUS/BMW), +14s599
6) Jakub Smrz (CZE/Guandalini Ducati), +19s359
7) Leon Haslam (ING/Stiggy Honda), +19s680
8) Noriyuki Haga (JAP/Ducati Xerox), +20s731
9) Matthieu Lagrive (FRA/Althea Honda), +21s923
10) Makoto Tamada (JAP/Kawasaki) +27s807
11) Fonsi Nieto (ESP/Corse Ducati), +35s263
12) Broc Parkes (AUS/Kawasaki) +36s535
13) Ryuichi Kiyonari (JAP/Ten Kate Honda), +38s586
14) Yukio Kagayama (JAP/Alstare Suzuki), +40s061
15) Vittorio Iannuzzo (ITA/SCI Honda), +40s280

Resultados segunda bateria:
1) Ben Spies (EUA/Yamaha), 20 laps
2) Max Biaggi (ITA/Aprilia), +0s213
3) Michel Fabrizio (ITA/Ducati Xerox), +0s657
4) Jonathan Rea (ING/Ten Kate Honda), +8s311
5) Carlos Checa (ESP/Ten Kate Honda), +8s915
6) Noriyuki Haga JAP/Ducati Xerox), +21s175
7) Tom Sykes (ING/Yamaha), +21s384
8) Shane Byrne (ING/Sterilgarda Ducati), +21s599
9) Jakub Smrz (CZE/Guandalini Ducati), +21s726
10) Troy Corser (AUS/BMW), +25s180
11) Shinya Nakano (JAP/Aprilia), +25s612
12) Leon Haslam (ING/Stiggy Honda), +25s622
13) Ryuichi Kiyonari (JAP/Ten Kate Honda), +26s246
14) Matthieu Lagrive (FRA/Althea Honda), +31s098
15) Lorenzo Lanzi (ITA/Corse Ducati) +32s706

Classificação:
1) Noriyuki Haga, 326 pontos
2) Ben Spies, 319
3) Michel Fabrizio, 273
4) Jonathan Rea, 206
5) Max Biaggi, 200
6) Leon Haslam, 180
7) Tom Sykes, 150
8) Carlos Checa, 145
9) Shane Byrne, 134
10) Jakub Smrz, 132



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br