WALKER E BAYLISS DIVIDEM AS GLÓRIAS

GP da Holanda do Mundial de Superbike foi disputado com pista molhada e seca.

Por Thiago Fuganti

Mesmo tendo abandonado a corrida do sábado, Troy Bayliss encerrou sua participação no GP da Holanda de WSBK com motivos de sobra para sorrir. O australiano da Ducati faturou neste domingo mais uma vitória no Mundial de Superbike e, de quebra, emplacou 100 pontos de vantagem sobre James Toseland na liderança da classificação.

A festa só não teve 100% de êxito por conta dos dois passeios na grama feitos na prova inicial da rodada dupla, os quais culminaram no abandono do provável campeão de 2006. Debaixo de chuva, a primeira posição ficou com o inglês Chris Walker, da Kawasaki. Andrew Pitt e Michel Fabrizio completaram o pódio.

Com pista seca no dia seguinte, Bayliss voltou a dominar a categoria. O piloto largou em quarto e logo partiu à caça dos adversários, superando-os sem maiores dificuldades. A vitória foi incontestável, com mais de nome segundos à frente de Pitt, que repetiu o segundo posto. Fonsi Nieto fechou a lista dos três primeiros.

“O circuito de Assen sempre foi uma montanha russa para mim”, afirmou Bayliss. “Sorte que eu apenas danifiquei o nariz da moto na primeira corrida. Mas tenho de ressaltar o trabalho da equipe, que agiu com muita velocidade para estarmos em condições de lutar pela vitória no domingo; e foi o que aconteceu”, destacou a fera, líder do certame com 332 pontos.

Alexandre Barros enfrentou uma etapa conturbada. O brasileiro da Klaffi Honda foi uma das vítimas do traçado molhado no páreo 1 e abandonou já na terceira volta. Na seqüência, conseguiu um sétimo lugar — largou em quinto. Com os resultados, o ex-corredor da MotoGP caiu da quinta para a sexta posição da tabela de pontos, estando agora com 175 tentos.

A décima rodada dupla do WSBK acontecerá no dia 10 deste mês, no traçado de Lausitz, na Alemanha. Vale lembrar que depois desta etapa restarão somente três para o término da temporada.

Confira os resultados de Assen:

Corrida 1
1) Chris Walker (ING/Kawasaki), 22 voltas em 44min23s501
2) Andrew Pitt (AUS/Yamaha), a 4s965
3) Michel Fabrizio (ITA/Honda), a 24s130
4) Fonsi Nieto (ESP/Kawasaki), 36s968
5) Norick Abe (JAP/Yamaha), a 37s178
6) Max Neukirchner (ALE/Suzuki), a 37s324
7) Lorenzo Lanzi (ITA/Ducati), a 40s930
8) Roberto Rolfo (ITA/Ducati), a 41s857
9) Karl Muggeridge (AUS/Honda), a 53s382
10) James Toseland (ING/Honda), a 55s869

Corrida 2
1) Troy Bayliss (AUS/Ducati), 22 voltas em 37min29s307
2) Andrew Pitt (AUS/Yamaha), a 9s342
3) Fonsi Nieto (ESP/Kawasaki), a 11s648
4) Yukio Kagayama (JAP/Suzuki), a 12s743
5) Ruben Xaus (ESP/Ducati), a 12s811
6) Lorenzo Lanzi (ITA/Ducati), a 19s845
7) Alexandre Barros (BRA/Honda), a 29s241
8) Régis Laconi (FRA/Kawasaki), a 34s085
9) James Toseland (ING/Honda), a 42s113
10) Michel Fabrizio (ITA/Honda), a 51s815

Classificação:

1) Troy Bayliss, 332 pontos
2) James Toseland, 232
3) Noriyuki Haga, 230
4) Andrew Pitt, 197
5) Troy Corser, 193
6) Alexandre Barros, 175
7) Yukio Kagayama, 139
8) Chris Walker, 123
9) Fabrizio Lanzi, 115
10) Pablo Nieto, 112


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br