Vermeulen vence o agitado GP da França

Feito inédito do australiano quebrou jejum de seis anos sem vitória da Suzuki na MotoGP.

Por Leandro Alvares

Na corrida mais agitada da temporada 2007, Chris Vermeulen se valeu da superioridade dos pneus Bridgestone, da incontestável sorte e também da competência em controlar o equipamento da Suzuki na pista molhada de Le Mans para vencer pela primeira vez na MotoGP.

O australiano faturou neste domingo o GP da França, quinta e extremamente movimentada etapa do Mundial, que desde os momentos antes da largada teve a chuva como grande protagonista. Marco Melandri, da Honda, terminou em segundo, seguido pela Ducati do líder do certame, Casey Stoner.

Apostando na melhora das condições climáticas, a maioria dos pilotos largou com pneus para pista seca. Porém, a queda da água não cessou, obrigando os competidores a trocarem de moto.

Na partida, o pole-position Colin Edwards tracionou mal e perdeu várias posições. Enquanto isso, seu companheiro de equipe na Fia Yamaha, Valentino Rossi, saltava do quarto para o primeiro lugar, depois de ultrapassar Carlos Checa e Stoner.

Mas para o azar do heptacampeão, que corre com os calçados da Michelin, a chuva ficou mais intensa e a festa passou a ser dos corredores da Bridgestone. O francês Randy de Puniet, da Kawasaki, foi um dos que chegou a andar na frente, mas logo saiu de cena após cair.

Com o abandono do piloto da casa, a liderança caiu no colo da dupla da Suzuki, com John Hopkins e Vermeulen, respectivamente. Restando 12 voltas para a bandeira quadriculada, o australiano conseguiu superar o companheiro e dali em diante apenas administrou a vantagem sobre os adversários.

Para a tristeza da escuderia nipônica, que não vencia há seis anos, aquela que seria a sua primeira dobradinha se diluiu com a queda do norte-americano Hopkins, cujo consolo no final foram os pontos pelo sétimo lugar.

Vermeulen completou as 28 passagens 15s599 à frente de Melandri e com mais de 27 segundos de folga sobre Stoner. Daniel Pedrosa, da Repsol Honda e o melhor representante da Michelin, terminou em quarto, seguido do surpreendente alemão Alex Hoffman, da Pramac d’Antin.

O brasileiro Alexandre Barros, que também corre pela equipe satélite da Ducati, chegou a andar em terceiro — depois de largar em 13º —, mas abandonou a disputa na última volta.

Rossi, que já exigiu da Michelin a construção de compostos mais eficientes, foi o sexto e viu a vantagem de Stoner na classificação saltar para 21 pontos. O placar atual é de 102 a 81 em favor do australiano. Atrás do italiano, o segundo colocado da tabela, aparece o espanhol Pedrosa, com 62 tentos.

O destaque negativo da corrida foi para o campeão Nicky Hayden, protagonista de um forte acidente no fim da prova. O norte-americano, felizmente, saiu ileso, assim como os demais seis competidores que ficaram pelo caminho.

A próxima etapa do Mundial será disputada no dia 3 de junho, no circuito de Mugello, na Itália.

Confira o resultado da prova:
1) Chris Vermeulen (AUS/Rizla Suzuki/B) 28 voltas em 50min58s713
2) Marco Melandri (ITA/Gresini Honda/B), a 15s599
3) Casey Stoner (AUS/Ducati/B), a 27s347
4) Daniel Pedrosa (ESP/Repsol Honda/M), a 37s328
5) Alex Hofmann (ALE/Pramac d'Antin/B), a 49s166
6) Valentino Rossi (ITA/Fiat Yamaha/M), a 53s563
7) John Hopkins (EUA/Rizla Suzuki/B), a 1min01s073
8) Loris Capirossi (ITA/Ducati/B), a 1min21s241
9) Makoto Tamada JPN Tech 3 Yamaha/D), a 1 volta
10) Sylvain Guintoli (FRA/Tech 3 Yamaha/D), a 1 volta
11) Fonsi Nieto (ESP/Kawasaki Racing/B), a 1 volta
12) Colin Edwards (EUA/Fiat Yamaha/M), a 3 voltas

Abandonos:
Kenny Roberts (EUA/Team Roberts/M), a 1 volta
Alex Barros (BRA/Pramac d'Antin/B), a 2 volta
Nicky Hayden (EUA/Repsol Honda/M), a 3 voltas
Shinya Nakano JPN Konica Minolta Honda/M), a 8 voltas
Randy de Puniet (FRA/Kawasaki Racing/B), a 20 voltas
Toni Elias (ESP/Gresini Honda/B), a 21 voltas
Carlos Checa (ESP/Honda LCR/M), a 22 voltas

Classificação:
1) Casey Stoner, 102 pontos  
2) Valentino Rossi, 81  
3) Daniel Pedrosa, 62  
4) Marco Melandri, 61  
5) Chris Vermeulen, 55  
6) John Hopkins, 48  
7) Loris Capirossi, 38  
8) Colin Edwards, 35  
9) Antonio Elias, 35  
10) Alex Hofmann, 30  
11) Nicky Hayden, 30  
12) Alex Barros, 27
13) Carlos Checa, 20
14) Randy de Puniet, 19
15) Shinya Nakano, 15
16) Sylvain Guintoli, 12
17) Olivier Jacque, 4  
18) Kenny Roberts Jr., 4

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br