Triumph vence as 500 Milhas de Interlagos

Sidinei Sigliano, Rafael Paschoalin e Diogo Teixeira foram os campeões da tradicional prova.

Por Leandro Alvares

Leandro Alvares

Como já previam os veteranos do endurance, experiência e preparo físico foram os fatores essenciais para a definição dos vencedores das 500 Milhas de Interlagos, tradicional prova do motociclismo brasileiro que voltou a ser disputada no último domingo, em São Paulo.

Após a largada no clássico estilo Le Mans — com pilotos de um lado da pista e motos do outro — e um total de 181 voltas pelo circuito paulistano, o trio formado por Sidinei Sigliano, Rafael Paschoalin e Diogo Teixeira sagrou-se campeão geral da edição 2009.

Com uma Triumph 675, o time que mesclou a velocidade de Paschoalin e Diogo com os conhecimentos do veterano “Cidão” garantiu também o título da categoria para motocicletas de 600 cilindradas.

“No endurance, há uma série de itens importantes para se chegar à vitória. Além de um bom equipamento, é preciso ter uma estratégia de corrida inteligente e muita resistência física”, ressaltou o campeão Sigliano, que não corria há dez anos.

O segundo lugar na classificação geral das 500 Milhas ficou com a dupla Gian Calabrese e Mauro Thomassini, campeã na classe destinada aos modelos Honda Hornet, depois de ter largado na última posição.

“Fiquei muito feliz, na verdade decidimos correr de última hora, não esperava vencer, foi incrível. O Gian me ligou no sábado, quando estava jogando bola, e nem imaginava mais estar na pista no domingo, muito menos obter a vitória na categoria Hornet”, declarou Thomassini.

Para o piloto-jornalista Calabrese, foi uma das provas mais emocionantes que já disputou. “A começar pela largada do tipo Le Mans, que de fato me fascinou e foi um incentivo a mais para nossa participação. Fazer uma prova destas em dois pilotos é algo realmente insano. Foram 181 voltas em seis horas de corrida. Desejo não fazer isso de novo, com certeza não mais em apenas dois pilotos”, afirmou.

Outro charme da prova, na opinião dele, foram as paradas de box para trocas de pneus e reabastecimento. “Foram nelas em que nossa equipe se destacou e mostrou muita competência. A troca de pneu ocorreu em aproximados dois minutos e meio e os reabastecimentos em incríveis 30 segundos, o que de fato também fez a diferença para chegarmos à vitória”.

Além das 500 Milhas, o evento que tomou conta de Interlagos no fim de semana teve duas corridas preliminares. Nas 135cc, a vitória ficou com Sandro Paganelli. Entre as feras das 250cc, o degrau mais alto do pódio foi ocupado por Danilo Lewis.

Com uma considerável presença de público, o evento foi considerado um sucesso pelo presidente do Centauro Motor Clube, José Roberto Beilstrein, organizador das 500 Milhas de Interlagos.

“Cumprimos nossa meta de resgatar uma importante competição do motociclismo nacional, que não acontecia desde 1991. Agora, vamos trabalhar para a próxima edição, em 2010, que certamente ocorrerá”, disse.

Desclassificação mal explicada

A única queixa registrada entre os participantes durante a prova partiu de Bruno Corano, piloto do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade que foi impedido de disputar as 500 Milhas.

“Fiz a pole position no sábado, mas não pude correr por uma desclassificação esquisita. Disseram que o caminhão de equipamentos do meu time estava estacionado em lugar proibido. Por isso, tomaram nossas credenciais e fecharam nossos boxes”, declarou.

Questionado sobre o episódio, José Roberto Beilstrein não entrou em detalhes, mas disse que ninguém estragaria a festa que organizou. “Nos próximos dias publicarei um comunicado para falar deste assunto”, prometeu.

Confira o resultado oficial, por categoria, das 500 Milhas de Interlagos:

1000cc
1) José Luiz / Gilberto Silva / Pablo Nunes
2) Junior César / Vanderson Pereira / Fabrício Freitas
3) Alexandre Crescenzi / Fabio Neves / Romes Cesar / Rodrigo de Benedictis

600cc
1) Sidinei Sigliano / Rafael Paschoalin / Diogo Teixeira
2) Thiago Mello / Leandro Mello / Pedro Rezende
3) Eduardo Villela / Homero Morassutt / Ismael Gonzales

Hornet
1) Gian Calabrese / Mauro Thomassini
2) Herbert Zangrossi / Othon Ricardo / Gustavo Ceccarelli
3) Kio Nakajima e Atsushi Kozakai

500cc
1) Marcio Batista / João Victor / Danilo Meira / Helio Martins
2) Marcelo Augusto / Ricardo Ferruci
3) Milton / Marcelo / Joel


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br