Stoner testa protótipo Honda de 2012

Os pilotos de testes da HRC, Kousuke Akiyoshi e Shinichi Ito, testaram esta máquina em Abril em Suzuka, Japão, e dessa vez foi a vez de Casey Stoner comandar a motocicleta esta semana em Jerez.

Shinichi começou os testes com a nova máquina no início da manhã em Jerez, antes de Stoner começar o seu programa de testes sob céus limpos. Ele completou um total de 50 voltas (221km) com os pneus padrão das 800cc da Bridgestone desta temporada e também os novos protótipos de borrachas para 2012.

Este teste dará importantes respostas sobre o novo protótipo em relação aos momentos inicias do desenvolvimento. A HRC enviou mecânicos veteranos da Repsol Honda Team para Jerez para trabalharem de perto com os engenheiros de R&D e com Casey Stoner.

"Correu tudo muito bem, foi positivo. É bom voltar a rodar com uma 1000cc, sentir o motor e a potência. Diverti-me muito, gostei do primeiro dia porque tudo o que testamos parece funcionar, por isso não tenho queixas”, disse Stoner.

A nova moto tem por base o conceito presente na RC212V e a experiência ganha na última fase das máquinas de 800cc. A HRC começou a trabalhar neste novo projeto em 2009, altura em que os novos regulamentos para 2012 foram oficializados para a classe rainha da MotoGP, implementando a capacidade de 1000cc, um diâmetro máximo de cilindro de 81mm e um máximo de 4 cilindros.

Um ponto crucial do motor de 1000cc será o consumo de combustível, já que em 2012 as motos manterão o limite de 21 litros de capacidade do tanque, tal como as 800cc. Para lidar com este problema a Repsol enviou recentemente especialistas ao Japão para desenvolverem combustíveis e lubrificantes específicos para a nova moto e os engenheiros do Centro de Tecnologia Repsol estão concentrados no desenvolvimento de um combustível que não se limite a oferecer uma eficiência ótima, mas também uma prestação máxima.

Cada construtor tem oito dias de testes durante a temporada com os seus pilotos contratados aos comandos das máquinas de 2012. Após a verificação dos dados de hoje e das condições climáticas a HRC vai decidir se continua, ou não, os testes com Stoner. A HRC vai depois optar como tirar o melhor proveito dos dias de trabalho em pista que ainda tem com o novo protótipo, esperando que Pedrosa se recupere depressa para dar as suas idéias sobre a moto.

“A maior desilusão é o Pedrosa não estar aqui para testar porque ele é importante para o desenvolvimento desta moto. Espero que a HRC possa ter as opiniões dele o mais depressa possível porque precisamos do maior número de dados possível para estarmos prontos para a próxima temporada”, continuou Stoner.

“Não nos focamos em nada em particular hoje, apenas tentamos compreender o que a moto está fazendo, como reage as frenagens e coisas dessas, tendo também em conta alguns problemas que estamos tendo com a 800cc agora. O ponto de frenagem parece ser mais forte, a estabilidade frontal à entrada em curva parece muito boa e, é claro, é muito macia. De forma geral, não mudamos muito a configuração que temos na 800cc neste momento e as sensações são muito semelhantes, o que é bom”, completou o piloto australiano.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br