Stoner quer espantar o fantasma de Jerez

Com um mau resultado em 2007, líder da MotoGP espera fazer uma boa corrida neste ano.

Por Adilson

Casey Stoner avisou seus rivais que espera reproduzir na Espanha, no próximo fim de semana, a boa forma que lhe deu uma vitória tranqüila na etapa de abertura da MotoGP, no Catar.

O atual campeão do mundo, que ficou num modesto quinto lugar na última edição da prova espanhola, sendo esta uma das quatro ocasiões em que terminou fora do pódio em 2007, fala que sua Ducati e os pneus Bridgestone serão significantemente mais competitivos em toda a temporada.

“Pode-se dizer que em Jerez, ano passado, não foi uma das melhores corridas, mas os testes de inverno lá foram bons e com os acertos que fizemos desde 2007, acho que poderemos ser competitivos no próximo final de semana” diz ele.

“Nós trabalhamos bem com a tecnologia Bridgestone e lá testamos vários tipos diferentes de pneus, então deveremos estar bem preparados para sairmos com a vitória”.

Mas enquanto o australiano de 22 anos aposta em seu equipamento para ser mais rápido em Jerez, ele reconhece que alguns de seus adversários também devem melhorar.

“Vários pilotos que começaram a temporada muito forte, especialmente os estreantes, vão querer muito mais nesta segunda etapa. E tem também pilotos correndo em casa, então será bastante motivador”, ressalta. “Nós apenas temos que tentar e ter certeza de que estamos fazendo um bom trabalho e aí lutar pelo melhor resultado possível”.

Seu companheiro de equipe, Marco Melandri, uma das decepções neste início de temporada, espera que a grande quantidade de treinos feitos em Jerez durante o inverno o ajude a melhorar o distante 11° lugar conseguido no Catar.

“Jerez é um dos circuitos onde fazemos muitos testes durante o inverno e onde nós tentamos diferentes acertos. Eu definitivamente tenho que optar por um caminho durante os treinos e segui-lo sem muitas modificações para que estejamos fortes durante a classificação”, destaca o italiano, que largou apenas na 16ª posição na etapa de abertura do certame.

“Largando na frente você tem chance de ser rápido nas primeiras voltas, o que não consegui fazer no Catar. Na primeira corrida, certamente não estávamos no nível que gostaríamos”.

Segundo Livio Suppo, diretor de projeto da Ducati, a escuderia italiana está ansiosa para ver o “verdadeiro” Melandri. “Estamos esperando um ótimo resultado de Marco, a quem achamos que aprendeu muito na primeira corrida. Não há dúvida quanto ao seu talento. Agora, mais familiarizado com a nossa moto, tenho certeza que os resultados irão aparecer para ele também”.

Os treinos para o GP da Espanha terão início na sexta-feira.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br