Rossi vai à Alemanha como favorito

Duas semanas depois de sua primeira vitória numa temporada com muitas complicações, Daniel Pedrosa vai ao GP da Alemanha com memórias confusas.

No ano passado, o piloto da Repsol Honda caiu quando liderava a prova e o campeonato, o que custou a ele o primeiro lugar na temporada, mas no ano anterior, o espanhol dominou completamente a prova, e venceu com uma confortável diferença para Loris Capirossi e Nicky Hayden.

A vitória de Pedrosa na última etapa em Laguna Seca marcou a volta da Honda e do piloto ao topo do pódio depois de um ano sem ficar na posição de destaque. Ele é o quarto piloto a ganhar uma prova nessa temporada, mas terá problemas para alcançar os três ponteiros.

O piloto espanhol quer seguir a trilha até Valentino Rossi, que foi o segundo colocado em Laguna Seca, e precisa de 59 pontos para tal. O campeonato já passou da metade, mas foi provado que Pedrosa é capaz de ganhar mais provas.

Para Rossi, a retrospectiva no circuito de Sachsenrig é melhor, já que ganhou quatro vezes na pista alemã, sendo três delas na classe máxima do motociclismo. O piloto da Yamaha, em 2006, venceu espetacularmente na Alemanha, deixando três Hondas para trás, após ter largado na décima posição. 

Já seu companheiro de equipe, Jorge Lorenzo, caiu na pista molhada ano passado, e com certeza quer melhorar seu resultados neste fim de semana. Porém, após seu grave acidente nos treinos de qualificação nos Estados Unidos, o jovem piloto espanhol vai pressionar Rossi, para se manter forte na briga pelo título.

Nas últimas três corridas, o piloto da Ducati Marlboro e vencedor na Alemanha no ano passado, Casey Stoner, tem sofrido com uma doença que ainda não havia sido diagnosticada. Após passar por exames nos EUA essa semana, o australiano descobriu estar com anemia. Agora, o piloto está na terceira colocação na tabela, apenas 18 pontos atrás do líder, e está muito focado para vencer e se aproximar ainda mais do título.

Um dos pilotos que já venceu em Sachsenring já está fora da competição. A equipe do espanhol Sete Gibernau, Grupo Francisco Hernando Ducati, já abandonou a MotoGP por problemas financeiros e deixou o piloto desempregado.

Mika Kallio, que sofreu um acidente em Assen e teve de colocar enxerto de pelo no dedo, voltará a correr na etapa Alemã.

É uma época do ano importante para os pilotos que ainda não fecharam contrato para a temporada do ano que vem, que é o caso de Lorenzo, Pedrosa, Colin Edwards, Andrea Dovizioso, Chris Vermeulen, Marco Melandri, Alex de Angelis, Toni Elias, Nicky Hayden, James Toseland, Kallio e Niccolo Canepa.

Com seus dois rivais diretos um pouco lesionados, o “Doutor” vai à Alemanha como favorito, e podendo aumentar a diferença na classificação.

O primeiro dia de treinos será amanhã de manhã, os treinos de classificação acontecerão no sábado, e a prova será no domingo e será transmitida pelo canal de TV por assinatura, SporTV a partir das 9s da manhã.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br