Rossi se desculpa pelo acidente em Assen

Italiano assumiu a culpa do ocorrido na primeira volta do Grande Prêmio da Holanda.

Por Adilson

Valentino Rossi se responsabilizou pela queda na primeira volta do Grande Prêmio da Holanda, e acha que não lhe custará o campeonato por causa do erro.

O italiano caiu e levou junto a moto de Randy De Puniet logo na largada, depois conseguiu se levantar e ficou na 11ª posição.

Com o resultado Rossi perdeu a liderança do Mundial de MotoGP para Daniel Pedrosa, que terminou a prova em segundo lugar e agora está a quatro pontos de vantagem.

“É uma pena. Eu também quero pedir desculpas ao Puniet porque foi um erro meu”, disse Rossi.

“Quando eu virei para a esquerda o pneu ainda estava frio, escorreguei e o levei junto comigo. O erro foi meu. Infelizmente tivemos esse problema crônico na largada, mas um erro depois de sete pódios consecutivos é aceitável. Perdemos a liderança do Mundial, mas ainda estamos bem perto do Pedrosa”, declarou o italiano.

Rossi ainda conseguiu manter um bom ritmo na prova, conseguindo virar o mesmo tempo dos líderes, mesmo depois de ter danificado sua Yamaha com o acidente, com o pedal do câmbio ficando bem destruído.

“Eu estava tão irritado com tudo aquilo que estava trocando as marchas com o meu nervosismo”, disse. O guidão estava todo torto e era muito difícil segurar a moto quando eu trocava de direção”.

“Mesmo assim fiz a terceira volta mais rápida da corrida. Fizemos uma modificação pela manhã que nos permitia correr muito melhor, com a frente muito mais sob controle. Por isso foi uma grande pena, porque meu ritmo era muito bom, eu podia virar em 1min36s, então era o único que podia ameaçar o (Casey) Stoner”, declarou.

“É uma pena porque tínhamos o potencial, eu estava rápido e me sentia muito bem com a moto. De fato, no final eu estava vindo rápido mesmo com a moto torta”.

“Com certeza eu poderia ser mais rápido que o Pedrosa, então é positivo quando nosso rival mais próximo não pode andar tão rápido quanto nós”.

A dominante vitória de Casey Stoner o colocou a 25 pontos de Rossi, e o penta campeão acredita que o resultado em Assen colocou os três pilotos cabeça a cabeça para a disputa da segunda metade da temporada.

“Vamos ver na Alemanha, que é uma pista que Pedrosa sempre consegue ser muito rápido. Stoner está muito bem, ele achou o jeito de tirar o melhor da sua moto e conseguiu resolver os problemas que vinha tendo no começo do ano”.

“Estamos na metade do campeonato, então precisamos trabalhar muito duro nessa segunda parte da competição, pois ano passado tivemos problemas nessa época. Mas com os pneus Bridgestone eu acho que podemos ser rápidos em todos os momentos”, concluiu.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br