Rossi pára Stoner em Laguna Seca

Líder da MotoGP colocou um ponto final na sequência de vitórias do piloto da Ducati.

Por Adilson

Valentino Rossi conseguiu um troféu diferente para sua vasta coleção neste domingo em Laguna Seca, pela MotoGP. O italiano venceu pela primeira vez nos Estados Unidos, numa corrida muito emocionante, colocando um ponto final na sequência de vitórias de Casey Stoner e conseguindo abrir ainda mais sua vantagem na liderança do campeonato antes da parada para as férias de verão européia.

Em contraste com os seu comentários após a qualificação de domingo, Rossi não precisou de nenhuma arma, nem partir 30 segundos antes para parar o piloto que dominou todas as sessões de treinos. Ao invés disso, o piloto da Fiat Yamaha apostou num forte arranque e foi o seu melhor ritmo de todo o fim de semana para evitar a tentativa de fuga de Stoner, apresentando-se como o único obstáculo entre o australiano e a quarta vitória consecutiva.

Um rápido início, alguns momentos mais brigados e dois pilotos isolados do resto do pelotão,  essa foi a receita de uma emocionante corrida e no final o resultado foi a 33ª vitória de Rossi a bordo da Yamaha de fábrica, igualando o seu total com a Honda.

O momento decisivo da corrida surgiu na 24ª volta, quando Stoner e Rossi se preparavam para entrar na reta de chegada. Bem colados um do outro em quase todas as curvas, o piloto da Ducati errou a freada, espalhou na pista e foi parar na brita.

Na tentativa de colocar o pé no chão para voltar à pista o australiano acabou caindo. O jovem de 22 anos levantou de imediato a sua Desmosedici GP8 e voltou à corrida, mas já tinha perdido muito tempo, ficando sem qualquer hipótese de ir além do segundo posto na prova.

Enquanto isso, o segundo colocado ano passado em Laguna Seca, Chris Vermeulen, fechou o pódio. O australiano andou no mesmo ritmo dos treinos e, vindo de oitavo do grid, envolveu-se ainda em uma acirrada disputa com Nicky Hayden e Andrea Dovizioso, pilotos dos quais se isolou após a ultrapassagem.

Um resultado que só não foi melhor para o piloto da Suzuki porque a vantagem de Stoner era tão grande que não foi possível tirar proveito do erro do compatriota.

Hayden acabou cedendo a quarta posição a Dovizioso. O italiano do JiR Team Scot, que fazia sua estréia em Laguna Seca, foi o melhor entre os pilotos da Michelin e da Honda, enquanto o americano da Repsol Honda teve de se contentar com o quinto lugar e o fato de ter sido o melhor em casa.

O francês Randy de Puniet também fez uma boa prova, terminando em sexto, enquanto Toni Elias, o ‘wild card’ da Suzuki Ben Spies, James Toseland, da Tech3 Yamaha, e o japonês da Honda Gresini, Shinya Nakano, fecharam os dez promeiros.

Quem se deu mal na estréia em Laguna Seca foi Jorge Lorenzo. O piloto da Fiat Yamaha sofreu forte queda na primeira curva, sendo cuspido da sua M1 e terminando na brita, fraturando o dedo do pé esquerdo. Uma lesão que não afetará a sua participação em Brno quando o Mundial voltar das férias.

Rossi agora lidera o Mundial com 25 pontos de vantagem sobre Stoner que subiu para segundo na classificação. Daniel Pedrosa, que ficou de fora em Laguna Seca, desceu para o terceiro posto.

Resultado em Laguna Seca:
1) Valentino Rossi (ITA/Fiat Yamaha/B), 44min04s311
2) Casey Stoner (AUS/Ducati/B), 44min17s312
3) Chris Vermeulen (AUS/Suzuki/B), 44min30s920
4) Andrea Dovizioso (ITA/JiR Team Scot/M), 44min39s212
5) Nicky Hayden (EUA/Repsol Honda/M), 44min39s974
6) Randy de Puniet (FRA/LCR Honda/M), 44min41s979
7) Toni Elias (ESP/Alice Team/B), 44min45s940
8) Ben Spies (EUA/Suzuki/B), 44min46s238
9) James Toseland (ING/Tech 3 Yamaha/M), 44min47s330
10) Shinya Nakano (JAP/Honda Gresini/B), 44min48s702
11) Jamie Hacking (EUA/Kawasaki/B), 44min50s569
12) Sylvain Guintoli (FRA/Alice Team/B), 44min59s584
13) Alex de Angelis (RSM/Honda Gresini/B), 44min59s832
14) Colin Edwards (EUA/Tech 3 Yamaha/M), 45min06s691
15) Loris Capirossi (ITA/Suzuki/B), 45min12s518
16) Marco Melandri (ITA/Ducati/B), 45min15s273
17) Anthony West (AUS/Kawasaki/B), 44min34s872

Legenda:
B = Bridgestone / M = Michelin


Classificação da MotoGP depois de 11 etapas:
1) Valentino Rossi, 212 pontos
2) Casey Stoner, 187
3) Daniel Pedrosa, 171
4) Jorge Lorenzo, 114
5) Andrea Dovizioso, 103
6) Colin Edwards, 100
7) Chris Vermeulen, 89
8) Nicky Hayden, 84
9) James Toseland, 72
10) Shinya Nakano, 70
11) Loris Capirossi, 61
12) Toni Elias, 46
13) Alex De Angelis, 41
14) Randy De Puniet, 40
15) Sylvain Guintoli, 38
16) Marco Melandri, 32
17) John Hopkins, 32
18) Anthony West, 22
19) Ben Spies, 10
20) Jamie Hacking, 5
21) Tady Okada, 2


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br