ROSSI EM RECUPERAÇÃO

Italiano admite que precisaria de um mês para poder encarar o GP da Inglaterra.

Por Thiago Fuganti

Exatamente três dias e algumas horas é o que separam Valentino Rossi do início de mais uma etapa do Mundial de MotoGP. Essa informação aparentemente simples se tornou crucial para o heptacampeão da categoria. Afinal, passou a ser o seu curto tempo de recuperação do forte acidente sofrido na semana passada, nos treinos livres do GP da Holanda.

Com um osso da mão direita e da perna esquerda fraturados, o italiano da Yamaha não teve condições de brigar pela terceira vitória consecutiva e a quarta da temporada; largou em último e chegou em oitavo. Logo após a bandeirada, deixou o circuito holandês na companhia de Marco Montanari, seu fisioterapeuta.

Desde então, o piloto só anda ao lado do preparador, cuja meta é assegurar o melhor preparo do “Doutor” para a prova de Donington Park, na Inglaterra. “Temos ainda muito trabalho pela frente para conseguir diminuir as seqüelas da minha pancada”, afirmou Rossi.

“O ideal seria ter um mês de folga até a realização da próxima etapa. Mas nós somos pilotos e temos a obrigação de sempre estar em forma para as corridas, sem piedade. De qualquer forma, espero que eu possa estar bem para o GP”, torceu o corredor, detentor de oito vitórias no tradicional circuito inglês.

“Claro que eu não estarei 100%, mas terei alguns dias até os primeiros treinos. O Colin (Edwards) mostrou que nossa moto está andando bem e tomara que ela se mantenha nesse ritmo em Donington, um circuito que eu considero como minha segunda corrida de casa”, ressaltou.

O incidente de Rossi aconteceu justamente no momento que a Yamaha voltou a se encontrar nas pistas. Prova disso foi o desempenho de Edwards, companheiro de “Vale”, na corrida da Holanda: fez o melhor tempo na maioria dos treinos e a tinha melhor moto da prova. O norte-americano só não venceu pela infelicidade ocorrida na última volta, quando era líder até cometer um erro e cair.

Quem se aproveitou da nuvem negra que pairou no céu de Rossi foi o líder do campeonato, Nicky Hayden. O norte-americano da Honda venceu em Assen e ampliou para 46 a vantagem sobre o italiano na classificação (144 a 98). O multi-campeão, aliás, caiu do terceiro para o quarto lugar da tabela — além de Hayden, está atrás de Daniel Pedrosa e Loris Capirossi.

Os treinos em Donington terão início nesta sexta-feira. A corrida, a nona da temporada, será disputada no domingo, às 9h, com transmissão ao vivo do canal por assinatura “Sportv” e cobertura completa do MOTO.com.br.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br