Rossi e Stoner esperam respostas na quinta-feira

Pilotos estão ansiosos para ver como se encontram nos treinos para GP de Assen.

Por Adilson

Casey Stoner e Valentino Rossi estiveram lado a lado no domingo passado em Donington, e voltaram a partilhar o palco na conferência de imprensa para Assen. Ambos estiveram em excelente forma na visita do ano passado à Holanda, lutando durante toda a corrida na batalha épica que acabou com a vitória de Rossi.

Enquanto estão atualmente em bom momento – Rossi lidera o Mundial, enquanto o triunfo de Stoner em Donington o elevou a terceiro na classificação – há ainda muita expectativa quanto à possibilidade de algumas diferenças nas suas motos mudarem as suas situações na quinta-feira de manhã.

Stoner está confiante nas medidas tomadas para minimizar o efeito do vento e os problemas de início de temporada com a Ducati Desmosedici GP8 vão ajudar a sua causa, enquanto Rossi, como sempre, tem de adaptar a Yamaha M1 aos pneus Bridgestone.

“É uma boa parte da temporada para mim, com muitos circuitos de que gosto e onde tive bons resultados. No ano passado, Assen foi a minha melhor corrida de 2007”, recordou Rossi.

“Esperamos boas sensações por parte da moto porque esta sempre foi uma boa pista para a Yamaha. Temos de trabalhar de forma diferente e com afinações diferentes para os pneus Bridgestone, mas estou curioso quanto a isto”.

A Bridgestone está atrás da primeira vitória em Assen, se bem que com o actual líder do campeonato e com a taça de vencedor de 2007 ao seu lado, a fabricante nipônica tem bons motivos para esperar uma inversão da sorte neste sábado.

Stoner não está preocupado com os pneus, antes, está mais interessado em ver como é o que as mudanças do teste da Catalunha e a corrida de Donington o vão ajudar a ser competitivo desde o primeiro minuto.

“Seria bom pensar que podemos voltar a fazer algo similar a Donington ou, pelo menos, estar na luta pela liderança. Vimos para esta corrida com um pouco mais de confiança que no ano passado”, nota Stoner.

“Estávamos lutando um pouco com o vento no ano passado, mas agora temos uma carenagem menor. No último teste da Catalunha, e depois em Donington, provámos que esta sistema está mesmo funcionando bem”, disse o australiano.

“Se as coisas não funcionarem desde logo vamos continuar procurando soluções diferentes. Tivemos de lutar muito por soluções este ano; em Donington funcionou tudo, no molhado e no seco”, comentou.

Ambos os pilotos terão uma idéia mais correta do que os espera no sábado quando foram para a pista para a primeira sessão de treinos livres nesta quinta-feira.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br