Rossi comemora o 90º triunfo da carreira

Italiano precisa de mais 33 vitórias para igualar o recorde de glórias de Giacomo Agostini.

Por Leandro Alvares

Com a vitória no GP da França, neste domingo, Valentino Rossi tornou-se ao lado de Angel Nieto o segundo maior vencedor da história do Mundial de Motovelocidade, com 90 triunfos na principal categoria do esporte a motor sobre duas rodas.

Para comemorar a façanha, o italiano completou uma volta pelo traçado de Le Mans na garupa de ninguém menos que o ex-piloto espanhol de 61 anos, com quem já havia programado tal celebração.

“Isso já estava acertado com o Angel. Disse a ele no ano passado: ‘se eu o alcançar, você vai ter que andar comigo’”, declarou Rossi. Coincidentemente, a última vitória de Nieto foi obtida no circuito francês.

O próximo objetivo do “Doutor” é chegar ao recorde absoluto de conquistas na MotoGP, pertencente ao lendário Giacomo Agostini, detentor de 122 vitórias. “Preciso vencer mais 33 corridas, o que pode ser difícil, mas não impossível”, afirmou o piloto da Fiat Yamaha.

Sobre o êxito do fim de semana, Rossi fez questão de se lembrar que foi sua segunda vitória consecutiva no ano, algo que não fazia desde 2006, ao triunfar nas etapas de Mugello e Barcelona. “Isso prova que estamos de volta aos negócios”, disse o líder do campeonato.

“Após as dificuldades enfrentadas em 2007, ninguém poderia imaginar que nossa moto subiria no pódio em todas as corridas disputadas até o momento. É uma ótima surpresa, oriunda de um excelente trabalho dos japoneses”.

“A corrida da França foi excepcional. Não esperava andar tão forte, mas mudamos alguns detalhes do acerto durante o treino da manhã e o resultado foi muito bom. Os pneus demonstraram uma incrível aderência, da qual pude tirar proveito”, finalizou o multi-campeão.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br