Regras novas para os calçados na MotoGP

As regras para os pneus da MotoGP serão modificadas. Segundo o anúncio feito pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM), o número de pneus dianteiros moles e duros não precisarão ser mais iguais a partir do dia 24 de junho.

Atualmente são fornecidos aos pilotos oito pneus dianteiros igualmente divididos. São quatro compostos da especificação “A” (moles) e quatro da especificação “B” (duros).

Entretanto, a partir da sétima rodada, em Assen, as equipes poderão decidir quantos de cada especificação eles vão querer. As escolhas a serem feitas são:
3 da especificação “A” + 5 da especificação “B”, ou
4 da especificação “A” + 4 da especificação “B”, ou
5 da especificação “A” + 3 da especificação “B”.

“Durante o Grande Prêmio (ou o teste oficial feito pela Dorna/IRTA, no caso do primeiro Grande Prêmio), o fornecedor de pneus vai informar as equipes as duas especificações que estarão à disposição para a prova seguinte. As equipes deverão informar ao fornecedor o número de cada especificação até duas horas depois do final de cada prova (ou duas horas depois do termino do treino oficial, no caso de ser o primeiro Grande Prêmio do Ano). O pedido será final e mudanças não serão permitidas após o prazo estipulado”, é o que diz na declaração oficial da Comissão do Grande Prêmio.

As mudanças serão feitas para ajudar aqueles pilotos que não conseguiram ser eficazes com um certo tipo de pneu. Eles agora poderão utilizar mais do composto de sua preferência. Esta atribuição não será feita para os pneus traseiros, continuando com seis pneus da especificação “A” e seis da especificação “B”.

A temporada de 2009 foi a primeira a utilizar somente um fornecedor de pneus. Todos os compostos são fornecidos pela Bridgestone.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br