Rafael Fonseca soberano na Bahia

Com 2 vitórias, brasiliense domina o Desafio. Barros se acidenta e vai direto para Hospital.

Por André Jordão

André Jordão, da Bahia

Rafael Fonseca foi o mais rápido na superpole de ontem e, por isso, o brasiliense largou na frente da primeira bateria, que saiu no sábado às 14h (horário local, sem a hora de verão), no kartódromo Ayrton Senna, em Lauro de Freitas, na Bahia.

Depois do treino classificatório, os dez pilotos mais rápidos foram disputar a superpole e a primeira fila foi formada por Fonseca, Sete Gibernau e Alexandre Barros, que fizeram os três melhores tempos respectivamente.

Primeira Bateria

A primeira bateria largou às 14h de ontem e o brasilense Rafael Fonseca, depois de disputa intensa com Sete Gibernau, conseguiu a vitória. O espanhol, que até o ano passado disputava a MotoGP, fez uma prova ‘limpa’ e, com muita classe, conseguiu o segundo lugar no pódio. Alexandre Barros foi o terceiro mais rápido e para a mãe Dona Elzi, “esse terceiro lugar foi uma vitória. Ele está com tanto problema organizando este evento, que vocês nem imaginam”.

O vencedor da primeira bateria e atual Campeão Brasileiro de Supermoto, mantém a humildade e fala um pouco da temporada 2010. “Esse ano tem sido perfeito. Depois de ganhar o Brasileiro, essa vitória coroa todo o trabalho do ano inteiro. Lembrando que tem amanhã ainda, mas chegar na frente do Sete e do Barros é muito gratificante”.

Um pouco mais para trás, na décima sexta posição, chegou a única piloto do grid, a paulista Sabrina Paiuta, que com 16 anos andou no meio de todos essas feras. “Foi uma honra. Eles são muito mais experientes que eu e foi a oitava vez que eu andei em uma 450cc, então acho que fui bem”, explica. E após toda essa emoção, ainda teve tempo para uma volta na garupa. O estudante Paulo Vitor, mesmo de bermuda e camiseta, deu uma volta na pista e para ele, “foi muito devagar, estou acostumado a andar de moto, então acho que poderia ter sido um pouco mais rápido”.

Segunda Bateria

A segunda e última bateria teve um pequeno atraso e recebeu a luz verde às 10h30min de hoje. Com a inversão dos dez primeiros colocados para o grid, Fonseca largou em décimo, Gibernau em nono e o anfitrião Barros em oitavo. Essa inversão trouxe muita emoção para a pista, já que os ponteiros de ontem tiveram que fazer algumas ultrapassagens para conseguir mais um pódio.

Entretanto, essa disputa ficou prejudicada, já que na primeira curva Alex Barros caiu e machucou o ombro, deixando a pista de ambulância. O espanhol Sete Gibernau, principal convidado do evento, deixou a pista junto com Barros, em uma atitude solidária. Com esse imprevisto, Fonseca, mesmo largando em décimo, assumiu a frente com facilidade e dominou a prova. Com a vitória, o piloto de Brasília somou mais 25 pontos e saiu como o grande vencedor do Desafio.

“Foi tudo perfeito. Tenho que agradecer muito minha equipe, que fez um ótimo trabalho e a Deus, que me abençoou durante todo o fim de semana”, agradece Fonseca, que é Tetracampeão Brasileiro de Supermoto. Quanto ao acidente de Barros, Fonseca acha que, “teve um pouco de imprudência dos pilotos hoje. Todo mundo com muita vontade de vencer e não se preocuparam em acabar a corrida. Eu larguei lá de trás e esperei o momento certo de assumir a frente”.

Já nos bastidores do evento, a mãe de Barros, muito preocupada e chorando, recebeu a ligação do filho, que estava no hospital. “Ele estava sendo sedado, pois está com muita dor, mas graças a Deus não aconteceu nada, foi só uma luxação do ombro esquerdo”, explica Dona Elzi. Com as ausências de Barros e Gibernau, Francisco Velasco e Danilo Andric completaram o pódio da segunda bateria.

Classificação Geral do Desafio Internacional de Supermoto:
1) RAFAEL FONSECA, 50 pontos
2) FRANCISCO VELASCO, 27
3) BETO GUIZARDI, 26
4) DANILO ANDRIC, 24
5) PHILIPPE THIRIET, 21
6) SIMONE CECCHET, 21
7) SETE GIBERNAU, 20
8) ALEX BARROS, 16
9) JULIANO MEIRA, 16
10) AIRTON DARE, 13
11) MASSIMO ROCCOL, 9
12) ALEXANDRE CAMPOS, 8
13) ALISSON CANDIDO, 6
14) GERSON INCERTI, 5
15) RODRIGO SOBRAL, 5
16) CARLOS MEDEIRO, 5
17) ANTONIO CHIARI, 4
18) KLEBER JUSTINO, 3
19) ANTONIO CASALIN, 1


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br