Para Rossi, Yamaha está perto da Ducati

Italiano declarou que é possível andarem juntos e que Stoner errou sob pressão.

Por Adilson

O líder do Mundial de MotoGP, Valentino Rossi, acredita que os trabalhos na equipe Yamaha estão agora se aproximando em performance à Ducati em condições de pista seca, e com isso ele pode lutar por vitórias até o final da temporada.

Rossi, que venceu o Grande Prêmio da República Tcheca depois de um acidente de Casey Stoner pela segunda corrida consecutiva, acredita que o atual campeão cometeu erros quando estava sob pressão.

“Olhando para a corrida de Laguna Seca, algumas vezes o Stoner se inclinava muito mais do que eu, então talvez isso seja algum sinal”, disse Rossi. De fato, algumas vez saía até faísca, talvez do pedal de câmbio, não sei”.

“Para mim o problema em Brno foi que ele fez uma volta em 1min57s2 e achou que era pouco, então tentou fazer 1min56s0, e no mundo real isso não é possível”, declarou.

Rossi disse ainda que sua vitória em Laguna Seca, depois de uma épica batalha com Stoner, deu uma mudança na classificação do campeonato e foi o momento no qual percebeu que agora tem uma moto para andar nas mesmas condições que a Ducati.

“Para mim, a corrida em Laguna não foi muito ruim para a cabeça dele, mas foi muito bom para a minha. Depois de Barcelona, Stoner e Ducati fizeram um grande acerto. Eles tiveram três corridas onde estavam incrivelmente fortes e rápidos”.

“Mas em Laguna pude demonstrar para mim mesmo e para minha equipe que se estiver tudo certo, então é possível vencê-los. Então neste fim de semana trabalhamos muito bem e a diferença entre a gente é menor do que era em Laguna, então foi por esse motivo que eu acho que ele cometeu o erro”.

“Na chuva temos que melhorar muito ainda, pois Stoner é mais rápido do que nós, mas de qualquer forma estamos cada vez mais fortes e competitivos”, disse.

“Corrida após corrida entendemos melhor os pneus Bridgestone e como eles funcionam. Em Laguna fizemos um bom trabalho no pneu traseiro em relação à aderência e neste fim de semana seguimos o mesmo acerto. Sabemos agora que é possível bater o Stoner e a Ducati, mesmo quando ele está andando rápido”, concluiu.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br