Novo asfalto em Brno terá guerra de pneus

Pista foi recapeada recentemente e fornecedoras de pneus correm para adaptá-los.

Por Adilson

O novo asfalto, que foi trocado recentemente no circuito de Brno, trará uma nova briga entre as fornecedoras de pneus da MotoGP, nesse fim de semana.

A Bridgestone dominou os dois últimos anos no circuito da República Tcheca fazendo duas pole positions, duas voltas mais rápidas e conquistando duas vitórias.

Porém, o novo asfalto dá a Michelin a oportunidade para poder lutar novamente por bons resultados e pode equilibrar a disputa com a rival. As duas fornecedoras de pneus tiveram apenas dois dias de testes em junho, para decidir quais compostos usarão para a prova deste ano.

A Bridgestone disse que se esforçaram para conseguir uma boa aderência com os pilotos de testes, mas a uniformidade da pista ajudou manter os tempos baixos.

“Nós tivemos que produzir diferentes compostos de pneus para adaptar ao novo asfalto, o qual parece ter menos aderência que antes”, disse o gerente de desenvolvimento da Bridgestone, Tohru Ubukata.

“Antigamente a pista era bastante abrasiva, mas a nova superfície é bem lisa e escorregadia, o que dificulta achar uma boa aderência na pista. Os tempos ficaram bem próximos, porque com o recapeamento, reduziu bastante as ondulações”, declarou.

“Temos que ajustar os pneus para essa nova superfície, o que permitirá a todos os nossos pilotos e equipes um bom fim de semana, desde os treinos de sexta-feira até domingo na corrida”.

A Michelin espera que, com a nova superfície, tenha que usar um composto mais duro no pneu dianteiro e um mais macio no traseiro, e aguarda tempos mais baixos durante a etapa deste ano.  

“Nós testamos o novo asfalto e esses testes nos disseram que a pista é bastante agressiva para o pneu dianteiro, mas não muito para o traseiro, o que significa que o asfalto não é abrasivo, mas que a combinação do traçado com a nova pista exige muito do pneu dianteiro”, disse o diretor da Michelin Corridas, Jean-Philippe Weber.

“Trouxemos alguns novos compostos para Brno, mas temos que ver como os nossos pilotos vão se sair. Achamos que a pista será consideravelmente rápida, pois o asfalto antigo já estava em mal estado”, disse Weber.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br