Notas de um campeonato ainda não definido

Giglio Val

Felizmente pude assistir com calma aquele que poderia parecer mais um passeio de domingo de Carlos Checa…mas não foi…nem de perto.

Na primeira etapa, Melandri que saía na pole, mostrando boa forma, saiu adiante mas foi rapidamente ultrapassado pelo “piccolo” italiano Biaggi, que com sua Aprilia voadora parecia que sumiria adiante…Mas não sumiu.

O barbichinha bem que tentava abusar da velocidade final bestial de sua maquina (337 km/h), mas Melandri mostrou forte ritmo e nos miolos de baixa sempre se aproximava, foi quando Checa, na 8º volta, na entrada no cotovelo da grande curva saí voando pelos ares hispânicos, apesar de sua queda não ter sido captada pelas cameras, pelo menos a SportTV Europa não reprisou em nenhum momento… Bom se são controlados por espanhóis até entendo…

Mas as gravações HD do Giglio, puderam revelar, em camera super lenta, ao fundo, o líder do campeonato, perdendo a traseira e voando…

Os comentaristas demoraram tempo para perceber que Checa havia desaparecido... e que apenas Camier aparecia na cena… Checa já havia perdido a traseira 3 voltas antes e perdeu a posição para Camier, depois recuperou e parecia que ia buscar Melandri, mas apenas pareceu.

Nota  sobre o circuito:  o WSBK utiliza uma variante diferente no final da grande reta, que tem uns 80 m a mais que o utilizado pela MotoGP, com uma freada mais forte, um cotovelo  e uma pequena “chincane”, quase formando um “S” para retomar a reta da meta... No MotoGP, o final da reta vem com uma grande curva de alta  em conexão a reta da meta.

Acho o utilizado pelo WSBK mais seletivo.

E foi neste “ bico” do fim da reta que Biaggi alarga um pouco e Melandri que já vinha “embutido” no patrício, mete por dentro tomando a liderança.

Biaggi bem que utilizou todo o arsenal de recursos de sua Aprilia de dar inveja ao carro do “Batman” , desde um dos 753 ajustes de eletronica , 359 ajustes de suspensão, até mesmo o botão de hiperespaço… mas não deu. Melandri vai abrindo e partiu para o abraço… Bom para o campeonato!!

Na 2º etapa, Biaggi já sai na frente na primeira curva e não perde mais a posição…com um Melandri que sempre esteve perto, mas não conseguiu atacar em nenhum momento… desta feita Checa vem em terceiro e sem abusos preferiu garantir os pontos, ao invés de sair sem nada… ele já havia percebido que sua destemida Ducati não parecia estar em sintonia com o perigoso circuito de Aragón.

Méritos a Fabrício, o solitário, que com sua Suzuki (sim colegas, existe esta moto ainda em competição) chega no 4º lugar.

Notas gerais:

1) As BMWs não andaram bem, e se degladiram todo o tempo….huuummmmm!

2) A Yamaha mostrou velocidade de ponta e ritmo!!

3) As Kawasaki andaram bem, mas acho que estão precisando de piloto de chegada, e não de largada.

4) Eu havia dito antes, este circuito era “pornográfico”… É que no ano passado, na etapa da MotoGP, o símbolo do circuito “Aragon Style” era sim um símbolo pornográfico, apesar de poucos terem notado.

Este ano, pelo menos no WSBK o símbolo em A desapareceu…acho que já perceberam!!...se alguém quiser entender mais, eu explico em detalhes.

Fico por aqui, próxima semana tem MotoGP em Assen e estaremos ligados!

Abraço do Giglio!

Giglio Val, 46 anos, é engenheiro e administrador de empresas. Fundou o Blog do Giglio (www.gigliof1.blogspot.com), que trata do mundo das competições. Como cidadão do mundo, morou em vários países e atualmente vive em Portugal. A paixão pelo mundo da velocidade começou cedo, por volta dos nove anos de idade e aos 13 já levava tombo na sua SBK, Mobilete (dos outros!). Hoje “brinca” de kart, carros, e claro, moto, nos circuitos de Estoril e (quando dá!) em Portimão, também. É patrocinador principal e manager do piloto brasileiro Danilo Lewis , que corre o Italiano de Stock 600cc Michelin Power Cup  e o TNT Superbike no Brasil. Destemido, trabalha intensamente no projeto “Brasil no podium da MotoGP 2015”.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br