Na Espanha, MotoGP discute sobre pneus

Vetada a proposta de uma única fornecedora, dirigentes devem aumentar número de testes.

Por Leandro Alvares

Com o campeonato já decidido há um bom tempo em favor de Casey Stoner, a MotoGP parte para a última etapa da temporada com as atenções voltadas para fora das pistas.

Em Valência, no dia 3 de novembro, uma comissão dos organizadores da categoria definirá as novas regras dos pneus para o certame de 2008.

Já se sabe que a guerra entre as fabricantes será mantida no próximo ano, embora algumas equipes tenham votado pelo regime de uma única fornecedora de compostos.

O que falta ser acertado são alguns ajustes do regulamento, sendo o principal deles o que diz respeito à quantidade de pneus permitidos para cada fim de semana de corrida.

Neste ano, o limite foi de 14 jogos dianteiros e 17 traseiros. Além disso, o prazo para os pilotos escolherem o composto a ser utilizado na etapa era até a véspera do início dos treinos livres.

Para 2008, fala-se em aumentar o período de definição dos pneus e a quantidade de testes durante a temporada. Tudo para evitar que se repita uma disparidade semelhante a do torneio atual, em que a Bridgestone faturou 12 das 17 provas disputadas. A Michelin levou o restante, enquanto a Dunlop não teve nenhuma vitória.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br