Mundial Supermoto: Lawanteam TDS aquece os motores

A equipe brasileira Lawanteam TDS está a caminho da França, onde disputa neste final de semana (22 e 23 de outubro) a final do Campeonato Mundial de Supermoto, na pista de Cahors. Depois do desempenho histórico de Rafael Fonseca na competição – ele cravou o sexto lugar em uma corrida do GP de Portugal, no final de setembro –, a equipe brasileira tem tudo para fechar a temporada em grande estilo.

“Apostamos em uma final marcante para a equipe, pois estamos mais preparados do que nunca”, comentou Simão Lawant, chefe de equipe da Lawanteam TDS. “Na parte de asfalto, o Fonseca tem virado tempos semelhantes aos dos líderes Thomas e Adrien Chareyre. A maior dificuldade tem sido no trecho de terra, e para isso contamos com novos amortecedores. Outro ponto positivo no acerto da moto é que atingimos o set up ideal dos pneus”, explicou.

Por conta do rendimento na etapa de Portugal, Rafael Fonseca pulou do 20º para o 17º lugar na classificação geral do Mundial. “A meta é terminarmos a competição entre os 15 primeiros”, complementou Lawant. Para conquistar o objetivo, além da bagagem adquirida durante o ano, os brasileiros têm como vantagem o fato de já conhecerem a pista francesa.

“O circuito é o mesmo que disputamos o Supermoto das Nações no ano passado. Temos uma certa afinidade com a pista, que é montada dentro de um aeroporto, onde as motos parecem mesmo voar na reta de asfalto. Já a parte de terra é a mais técnica do certame: possui cerca de 20 metros de largura e obstáculos como saltos triplos e quádruplos, além de curvas que mesclam altas e baixas velocidades”, concluiu Simão Lawant.

A Lawanteam tem o patrocínio de Hopen Brasil, IMS, Circuit, Faba, Nuevo Faor e MEC, além do apoio do Programa Compete Brasília, do Governo do Distrito Federal.

Fotos: Davide Messora



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br