Mugello: Festa do reino de Castela

Giglio Val

Quem diria… nem o Giglio diria… mas assim foi.

Na MotoGP, depois de uma qualificação complicada, com pista entre molhada e húmida, mas que no fim não teve um grid muito diferente do que estamos acostumados, eis que no domingo da corrida, o sol mostra sua cara, ainda que tímida, mas já  podia se divertir de pneus slicks…!!

Sic “ Juba” celli, que largava em 2º prometia mais uma “ lambança” logo na primeira curva, da longa “quase sem fim” reta de Mugello…1.150 m!

Stoner, na pole, parecia que seria mais um passeio de domingo…

Largaram!... Stoner larga bem, e Sic muito mal, como de costume, e eis que um Lorenzo que saía em 5º engole quase todos e sai da 1º curva já em 2º, com Simoncelli atrás em 6º…

Spies que não largou bem, já estava em 5º, quando já começou a ter saudades de Assen.

A vida é dura!

A maior surpresa foi Elias, que já na descida da Casanova vinha em um fantástico 7º, pedalando sua scooter, e sonhando com os saudosos tempos de moto2… Mas neste momento nem o padre da paróquia da vila onde  ele nasceu acreditava que isso duraria muito…e não durou.

Estando na sua terra amada, o italiano da cabeleira vem para cima e uma tragédia era aguardada… Na frente, Stoner a pulos de canguru ia se afastando quando Dovi dá o bote  e assume o 2º posto, fazendo uma vez mais um dobradinha Honda… parecia que a festa laranja estava já armada… aliás faltava um laranjinha… Dani “zelador de maquete” Pedrosa… que retornava após um mês de sua queda, gentilmente ajudada pelo Jubacelli.

Pedrosa ficou mesmo no populacho do 3º pelotão…Não deu para mais.

Pois bem, neste momento da corrida,  até o mais incauto e desinteressado leitor se pergunta? ...a 90 km de Bolonha(*), aonde estão as Ducati???  ...Meu caro, não se desespere, elas estavam lá sim… na sua terra (infelizmente).

Rossi que terminou em 6º veio fazendo o que dava, até apanhando para passar a Ducati satélite do “ Hannah” Barberá, que aliás andou estranhamente muito bem… E Hayden que deu uma escapada no início, ficou comendo poeira, aliás tentou se recuperar, mas teve mesmo que se contentar com o fundão… passando é claro por aqueles que se arrastavam na pista…aliás , esta corrida teve uma lesma a menos, já que Caipirinha… ops… Caipirossi, ainda se recupera de sua queda.

E a festa laranja?? ...pois é, a mesa já estava posta com cervejinha “Saporu” gelada no freezer , quando o simpático Lorenzo se lembra que a “Paella” estava queimando no fogo, e parecia ganhar ritmo… mas não era bem isso ….Stoner e Dovi é que perdiam..

O Espanhol passa por Dovi, e começa a diminuir dos quase 3 segundos que o australiano tinha adiante, e com certa facilidade chega e faltando 3 voltas, passa e assume a liderança…

Era patente que Stoner perdeu ritmo, que na minha modesta opinião não eram pneus, mas cansaço do piloto… ele não estava apanhando nem batendo na moto como de costume… estava mesmo cansado…

E Dovi “o come pelas bordas” dioso, também encosta, e não perde a boquinha de passar seu colega “ muy amigo”, e melhora seu estatuto dentro da equipe.

Lorenzo vence, com Dovi em 2º e Stoner em 3º…

O mais casto dos leitores neste momento se pergunta: Em que volta o Simoncelli caiu?... pois é, bem que tentou vir para cima, passou o Spies e ao meio da corrida ameaçou se aproximar do pelotão da frente… mas não conseguiu e foi ultrapassado por Spies no final, perdeu ritmo também, mas aqui foi equipamento, que de emoção não acreditava que não tinha ido para chão desta vez!... 4º e 5º respectivamente.

Rossi termina em 6º, com Barberá em 7º!!

Meu amigo Elias que teve seus 15 segundos de fama, acabou mesmo em último. Crushlow não terminou… de novo.

No Moto2 muita emoção, com Marquez vencendo e se consolidando como bom piloto, e mostrou frieza todo o tempo… Bradl, correu bem, chegou a liderar mas terminou em 2º, com Smith, outro que vai muito bem, em 3º.

DeAngelis, que saiu em 2º, chega em 4º, mas fez boa corrida… mostrou que tem ritmo..o  que precisa é se qualificar melhor… A vida no 2º pelotão é dura!

Iannone , que saiu em 14º, chegou a estar em 4º, ameaçou a 8 voltas do final partir para cima dos líderes, com direito a aceno para a torcida etc… mas triturou seus pneus e termina num meritoso 5º.

Abraço do Giglio!

(*) Bolonha é a terra da Ducati!

Giglio Val, 46 anos, é engenheiro e administrador de empresas. Fundou o Blog do Giglio (www.gigliof1.blogspot.com), que trata do mundo das competições. Como cidadão do mundo, morou em vários países e atualmente vive em Portugal. A paixão pelo mundo da velocidade começou cedo, por volta dos nove anos de idade e aos 13 já levava tombo na sua SBK, Mobilete (dos outros!). Hoje “brinca” de kart, carros, e claro, moto, nos circuitos de Estoril e (quando dá!) em Portimão, também. É patrocinador principal e manager do piloto brasileiro Danilo Lewis , que corre o Italiano de Stock 600cc Michelin Power Cup  e o TNT Superbike no Brasil. Destemido, trabalha intensamente no projeto “Brasil no pódio da MotoGP 2015”.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br