MotoGP vai à Alemanha para corrida crucial

Passando da metade do campeonato, 10ª etapa é importante para os que lutam pelo título.

Por Adilson

Uma vez que o Mundial de MotoGP passa da metade da temporada, as equipes e pilotos estão se preparando para a décima rodada de 2008, o  GP da Sachsenring. O regresso à Alemanha vai ser um teste para alguns candidatos ao título, em todas as três categorias, e vão, com certeza, acontecer algumas reviravoltas no próximo fim de semana.

Dani Pedrosa chega a Sachsenring como o líder do campeonato, resultado de uma grande consistência durante esta temporada. O piloto da Repsol Honda só não terminou no pódio uma vez em 2008 – quando terminou em quarto em Le Mans – e a corrida alemã vem mesmo em boa altura para o espanhol. Pedrosa foi o vencedor da corrida em 2007 e repetir a façanha seria crucial para aumentar as suas hipóteses de conseguir o seu primeiro título de MotoGP.

Só quatro pontos separam Pedrosa do antigo líder, Valentino Rossi, que cedeu a sua vantagem na classificação depois do acidente na primeira volta em Assen. Ele caiu e depois se colidiu com Randy de Puniet, coincidentemente o mesmo piloto que ele tentou ultrapassar o ano passado em Sachsenring quando teve uma queda semelhante. Finalizar sete vezes seguidas no pódio poderia estabelecer uma ótima vantagem para o Rossi na Holanda e ele vai procurar a redenção no circuito onde ganhou as corridas de MotoGP em 2002, 2005 e 2006.

25 pontos abaixo na classificação, Casey Stoner é o piloto em melhor forma das últimas corridas. O Campeão Mundial de 2007 esteve imbatível nos GPs que ocorreram em Donington e em Assen, dominando os treinos e destacando-se da pole position para vitórias confortáveis.

Stoner tem agora que conseguir um lugar no pódio em Sachsenring para ter a oportunidade de voltar à caça pelo título depois de um começo atrapalhado em 2008.

Tendo uma experiência completamente contrastante com a de Stoner, o quarto colocado, Jorge Lorenzo, voltou a correr nos últimos Grandes Prêmios. Procurando recuperar a confiança depois de uma avalanche de lesões, o novato da Fiat Yamaha pode agora lutar por um regresso ao pódio. O seu melhor resultados na Alemanha foi um terceiro lugar na categoria de 250cc, em 2006.

O piloto satélite melhor colocado é Colin Edwards da Tech3 Yamaha, quinto na classificação. O veterano americano já esteve duas vezes no pódio este ano, primeiro em Le Mans e mais recentemente em Assen, onde se beneficiou do problema mecânico sofrido pelo piloto da Honda, Nicky Hayden.

Andrea Dovizioso da JiR Team, Hayden, o estreante da Tech 3 Yamaha James Toseland, Chris Vermeulen e Shinya Nakano estão entre os dez primeiros, com o companheiro de equipe de Vermeulen da Suzuki, Loris Capirossi, caindo na classificação depois de ter ficado de fora das duas últimas corridas devido a lesões. Espera-se que Capirossi se recupere de uma grande lesão do antebraço, para o GP da Alemanha.

Não apto para competir ainda está John Hopkins da Kawasaki, que teve um acidente em Assen e sofreu fraturas nas pernas e danos no joelho, sendo necessário fazer cirurgia e recuperar-se.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br