MotoGP: Stoner sai, Kallio e Fabrizio entram

Nas próximas 3 etapas, a Ducati Marlboro será representada pelo piloto da equipe satélite e do WSBK.

Por Roberto Brandão

Foi oficialmente confirmado que o piloto da Ducati, Casey Stoner, não participará das próximas três rodadas do Campeonato Mundial de Motovelocidade 2009, acabando com a possibilidade da briga pelo título.

O campeão de 2007, que conseguiu duas vitórias e quatro pódios nas primeiras cinco etapas, vem sofrendo de uma doença misteriosa desde então.

Stoner estava doente e visivelmente exausto após seu terceiro lugar em Barcelona, no dia 14 de Junho. Então lutou contra uma severa fadiga em Assen e em Laguna Seca, terceiro e quarto respectivamente, sendo examinado por médicos após o GP dos EUA.

Os médicos determinaram que ele estava com uma leve gastrite e um pouco de anemia, diagnóstico que deixou o australiano com algumas dúvidas para as próximas etapas, já que não viu melhoras na sua condição física no GP da Alemanha e no Britânico, quarto e décimo quarto respectivamente.

Um virus chamado Epstein Barr, uma forma de síndrome de fadiga crônica, foi dado como possibilidade, mas nunca comprovado.

Após Donington Park, Stoner voltou à Austrália durante as “férias de verão” e procurou seus médicos de confiança.

Eles ainda não descobriram qual é o problema, mas acham que um vírus afetou mais ainda a fadiga do piloto durante a etapa de Catalunha. Com os exames médicos ainda acontecendo, Stoner vai se retirar das provas até o dia quatro de outubro, etapa de Estoril, para tentar voltar a sua total forma.

“Após cinco rodadas extremamente difíceis devido a minha saúde, voltei para a Austrália para visitar meu médico, que sempre cuidou muito bem de mim. Nós tomamos a difícil decisão de não competir durante as três próximas rodadas para que meu corpo se recupere de todo esse stress”, disse Stoner.

“Os médicos acreditam que durante a corrida de Barcelona, eu estava com um vírus e como forcei demais meu corpo, isso causou a fadiga que estou sentindo desde então. Eles continuam me examinando para tentar entender o que está acontecendo e ter certeza de que isso não acontecerá de novo”, continuou.

“Eu falei com a equipe Ducati e agradeci pela sua compreensão neste momento. Sinto muito pela fábrica, por meu time, pelos meus patrocinadores e por meus fãs que sempre me apoiaram. Estou muito desapontado, principalmente porque a moto se mostrou muito competitiva nas últimas provas. Farei de tudo para voltar com força total à Portugal”, completou o piloto.

Stoner liderava o campeonato até Catalunha, mas agora caiu para a terceira colocação, 37 pontos atrás do líder do campeonato, Valentino Rossi.

Nas cinco rodadas antes de Catalunha, Stoner conseguiu 90 pontos. Depois de Barcelona, nas provas que correu doente, freqüentemente perdia o ritmo na metade final, e só conseguiu 60 pontos desde então.

O lugar de Stoner na Ducati Marlboro será tomado por Mika Kallio, que subirá da equipe satélite para ser o novo companheiro de equipe de Nicky Hayden. “Quando recebi a chamada, não acreditei. Mas ai, falei com meu empresário e ele me confirmou. Estou muito orgulhoso por poder correr as próximas três etapas pela equipe Ducati Marlboro”, confessou Kallio.

O lugar de Kallio, ao lado de Niccolo Canepa, será ocupado por ninguém menos que o piloto do Mundial de Superbikes, Michel Fabrizio. O italiano, que conquistou sua primeira vitória no WSBK em Monza, é o terceiro colocado no campeonato, atrás de Ben Spies, e de seu companheiro de equipe, Noriyuki Haga. 

A saída de Stoner significa também que ele não participará dos testes após a etapa de Brno, última chance para testar suas motos antes de acabar a temporada de provas. Esse tempo é usado pelas fábricas para testar novas idéias para o ano que vem.

Agora, o Campeonato Mundial de Motovelocidade 2009 é completamente outro. A briga pelo título fica entre as Yamahas de Rossi e Lorenzo, com Daniel Pedrosa bem mais para trás, há 72 pontos da liderança.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br