MotoGP: Pedrosa não vai a Jerez

Segundo o Doutor Bartolome Ferreira o piloto da Honda precisará de quatro semanas para recuperação completa.

Por André Jordão

Está definido que Daniel Pedrosa não participará do último teste da pré-temporada da MotoGP. O médico disse que ele levará quatro semanas para recuperar a plena circulação de movimentos no seu joelho esquerdo.

O corredor da Repsol Honda, que foi operado ontem em Barcelona, teve um parafuso de titânio inserido no seu punho esquerdo para tratar a fratura, e um enxerto de pele foi feito para reparar uma ferida em seu joelho.

A última lesão é provavelmente a que deixa Pedrosa fora do teste final de Jerez, dias 28 e 29 de Março. Segundo o Doutor Bartolome Ferreira, que realizou o procedimento no joelho do piloto, no Instituto Universitário Dexeus, Pedrosa necessita no mínimo de quatro semanas de recuperação.

“Temos que esperar para ver o prejuízo, para depois curar”, disse o Dr. Ferreira. “Em três semanas, o paciente será capaz de começar a fazer movimentos leves, para então iniciar a flexão dos membros, em pelo menos quatro semanas”.

A notícia é mais um duro golpe para Pedrosa, que no ano passado quebrou o punho em um acidente no Grande Premio da Alemanha e, em seguida, machucou o joelho em Phillip Island.

Pedrosa caiu ao fazer a curva 10 no circuito de losail, no Catar, na última segunda-feira.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br